Preconceito

Servidores do CCZ sofrem misoginia e homofobia

Caso está sendo apurado pela Secretaria de Saúde; servidores atacados acionaram advogados

Raissa Sandara
25/04/2022 às 17:52
Atualizada em 25/04/2022 às 17:52.
Reprodução

Médico veterinário do CCZ de Mogi compartilhou mensagem misógina e homofóbica sobre colegas - FOTO: Reprodução

Dois servidores do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Mogi das Cruzes foram vítimas de misoginia e homofobia na última semana. Um print que circula nas redes sociais mostra a conversa do médico veterinário Eduardo Sigahi com outro colega. Nas imagens, Sigahi compara dois colegas, Thiago Batalha e Margareth Cunha, diretora do CCZ, com animais, de forma pejorativa. O cometário teria ocorrido em uma conversa privada entre o veterinário e um outro servidor público. 

Thiago Batalha, chefe de divisão na Prefeitura de Mogi das Cruzes, relatou ao Portal News que descobriu o caso por intermédio de conhecidos. Ele informou que acionará judicialmente o responsável pelos comentários: “Já tenho um advogado, ele está cuidando do caso. Nós iremos acioná-lo judicialmente e tomaremos as medidas cabíveis”, explicou. O chefe de divisão explicou que o objetivo da ação é conscientizar sobre o crime de homofobia para que as pessoas aprendam e não façam brincadeiras acreditando na impunidade. 

Sigahi, segundo Thiago, entrou em contato para se desculpar, mas para ele, não foi válido, já que houve a exposição e o ataque. “Os casos de homofobia têm crescido no Brasil e se as pessoas não tomarem atitudes drásticas em relação às brincadeiras, que fantasiam o preconceito, simplesmente as pessoas terão liberdade e se acharão no direito de maltratar umas às outras sem nenhum tipo de sanção”, afirmou o servidor. 

Para o advogado Sylvio Alkimin, que representa Margareth e Thiago, qualquer tipo de preconceito e discriminação deve ser punido: “Foi realizada uma Notitia Criminis (Notícia Crime), levando ao conhecimento da autoridade policial o ocorrido e provas digitais preservadas”.

Repercussão
A vereadora Malu Fernandes (SD) fez uma fala de repúdio contra os comentários misóginos e homofóbicos do veterinário, na última quarta-feira, na Câmara Municipal de Mogi das Cruzes, e prestou solidariedade aos servidores. 

Na última sexta-feira, o Fórum Mogiano LGBT também veio a público repudiar as mensagens envolvendo os servidores. A organização solicitou na nota que não apenas providências judiciais fossem tomadas, defendendo que o funcionário responsável pelos comentários fosse punido pela prefeitura. “Ele foi desrespeitoso com esses servidores, mesmo que o objetivo fosse brincadeira. Tudo tem limite”, diz o texto.

Resposta
Em nota nas redes sociais, na última quinta-feira, o veterinário Eduardo Sigahi explicou que o comentário que viralizou era para ser uma brincadeira, e reconheceu o conteúdo de mal gosto, misógino, homofóbico, imaturo e covarde. O médico também afirmou que tinha consciência que nada justificava seu comportamento. O veterinário encerrou a nota informando que já havia contatado os envolvidos individualmente e pedido desculpas.

A reportagem do Portal News entrou em contato com a Prefeitura de Mogi das Cruzes, que afirmou que o caso está sendo apurado pela Secretaria Municipal de Saúde.

 

Leia também:

Estudante de enfermagem denuncia desrespeito ao nome social

Aluna trans agredida em escola registra boletim de ocorrência

Presença de estudantes trans aumenta 750% no Alto Tietê

 

 

 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
editor@moginews.com.br
editor@jornaldat.com.br
aline.portalnews@moginews.com.br

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News