Ferraz de Vasconcelos

Servidores e prefeitura debatem reivindicações

Associação de servidores da educação cobravam retorno sobre pauta entregue em março; prefeitura ofereceu proposta

Katia Brito
29/04/2022 às 05:30
Atualizada em 29/04/2022 às 07:17.
Divulgação/Secom Ferraz

Representantes dos servidores estiveram reunidos com a prefeita - FOTO: Divulgação/Secom Ferraz

Os servidores da educação de Ferraz de Vasconcelos, associados à Associação dos Profissionais e Trabalhadores da Educação Pública no Município de Ferraz de Vasconcelos (Aspef) convocaram para ontem pelas redes sociais a paralisação das atividades diante da falta de resposta para as reivindicações apresentadas em março.

As aulas, porém, de acordo com a Secretaria Municipal de Educação, não foram suspensas e ocorreram normalmente. A administração municipal informou em nota pela manhã que, após consulta e análise de parecer jurídico, a paralisação planejada pela Aspef foi considerada irregular, pois a entidade não preenche os requisitos legais. Mas, houve um encontro ontem entre a prefeita Priscila Gambale e representantes dos profissionais.

A proposta apresentada aos servidores foi de dissídio coletivo de 6%, aumento de 69% no valor do vale-alimentação, e equiparação dos salários do magistério ao piso nacional. Outro texto, divulgado na tarde de ontem, também destacou investimentos na infraestrutura das unidades escolares e na melhoria das condições de trabalho dos servidores, além da contratação de mais profissionais.

A pauta de reivindicações, publicada nas redes sociais da Aspef, inclui o cumprimento do Piso Nacional do Magistério proporcionalmente a cada jornada cumprida pelos professores, revisão geral anual dos vencimentos em 21% para todos os servidores, e reajuste do valor do vale-alimentação, entre outras.

A entidade também afirma que sua documentação está protocolada desde 2018, e questiona porque então foram recebidos e a pauta de reivindicações respondida.

 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
editor@moginews.com.br
editor@jornaldat.com.br
aline.portalnews@moginews.com.br

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News