Mobilidade

Estado envia projeto para Alesp sobre expansão de ferrovias

Grupo prepara plano estratégico; região enfrenta desafios com cobertura de trens de passageiros e transporte de cargas

André Diniz
01/05/2022 às 05:30
Atualizada em 01/05/2022 às 08:30.
Ministério da Infraestrutura

Objetivo é reativar a malha ferroviária inoperante nas cidades do Estado - FOTO: Ministério da Infraestrutura

Alto Tietê - Com o intuito de dar suporte ao Plano Estratégico Ferroviário do Estado de São Paulo (PEF/SP), a Secretaria de Estado de Logística e Transportes enviou nesta semana um projeto de Lei à Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) sobre a expansão das linhas ferroviárias para transporte de passageiros e cargas.

O Grupo de Trabalho Ferrovias de SP formado pela secretaria estadual tem apresentado o plano do Palácio dos Bandeirantes em reuniões técnicas com prefeitos e entidades, com o intuito de reativar a malha ferroviária inoperante nas cidades do Estado. O plano segue a tendência de uma nova legislação federal sobre os custos do transporte ferroviário de cargas e passageiros, e o Plano de Ação prevê investimentos privados de R$70 bilhões em todo o Estado, com a maior parte em cinco regiões metropolitanas, entre elas a Grande São Paulo.

O plano integrado inclui a criação de trens intermunicipais ligando a capital a Campinas, Sorocaba, Santos e São José dos Campos, linhas expressas de cargas, além de 13 pátios rodoferroviários, mesclando o uso de caminhões fora das cidades para reduzir os custos do transporte. Nos levantamentos do grupo de trabalho, consta que mais de 2,5 mil quilômetros de trilhos encontram-se inoperantes, com baixa capacidade ou ociosos, contrastando com a malha ativa de trilhos, que é de mais de 2,3 mil km.

O transporte ferroviário no Alto Tietê, além do fator histórico de povoamento no final do século XIX e início do século XX, apresenta interesse na revitalização da utilização da malha ferroviária, onde duas linhas de transporte de passageiros atendem à região: a Linha 11-Coral (que cobre as cidades de Mogi das Cruzes, Suzano, Poá e Ferraz de Vasconcelos), e a Linha 12-Safira, para Itaquá e Poá.

Recentemente, a Câmara de Vereadores de Mogi das Cruzes apresentou uma moção de apelo ao governo do Estado para o prolongamento da Linha 11, que hoje termina na estação Estudantes, para além do distrito de Cézar de Souza, na região leste da cidade. Em relação ao trecho leste do Ferroanel, incluído nos estudos do Grupo de Trabalho, há a possibilidade de ser implantado no município de Arujá.

A reportagem entrou em contato com a Secretaria de Estado de Logística e Transportes para saber como as cidades do Alto Tietê poderão ser contempladas com o plano. No entanto, o projeto final ainda está em análise pelo grupo de trabalho, e o projeto enviado à Alesp ainda está em análise e espera pela votação.

 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
editor@moginews.com.br
editor@jornaldat.com.br
aline.portalnews@moginews.com.br

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News