Mogi das Cruzes

Maternidade Municipal tem obras concluídas e aguarda OS

Prédio foi considerado como prioritário em 2021 para atendimento contra Covid-19; obra custou R$ 37 milhões

André Diniz
04/05/2022 às 05:30
Atualizada em 04/05/2022 às 07:25.
Divulgação/PMMC

Cronograma para escolha da organização social ainda não foi revelado - FOTO: Divulgação/PMMC

A Maternidade Municipal, localizada ao lado do Hospital Municipal Pref. Waldemar Costa Filho, no distrito de Braz Cubas, já está com sua infraestrutura concluída, mas ainda não pode atender ao público, por falta de uma organização social (OS) apta a gerenciar a unidade.

O equipamento de saúde teve sua entrega anunciada no início deste ano para o mês de abril pelo prefeito Caio Cunha (Pode), e nas expectativas da Secretaria Municipal de Saúde, o prédio terá capacidade de realizar até 500 partos por mês, além de atender outros procedimentos. Com investimento total de R$ 37,1 milhões segundo a administração municipal, o atendimento ainda dependerá da escolha da organização social que será responsável pelo gerenciamento da unidade.

O cronograma para a escolha da organização e o possível início das operações não foi revelado pela prefeitura: "O chamamento público está em elaboração, por isso qualquer dado que seja fornecido neste momento ainda poderá sofrer alterações", informou em nota.

As obras tiveram início em novembro de 2019, no terreno em que seria construído o novo Fórum de Justiça do município, com sete pavimentos e expectativa de 89 leitos em sua totalidade, somando maternidade, UTI adulta e neonatal. A previsão de conclusão das obras, à época do lançamento, era para abril deste ano.

Durante o início de abril de 2021, o prefeito Caio Cunha (Pode) informou durante uma transmissão ao vivo nas redes sociais que as obras da Maternidade Municipal receberam um aporte do município, com o objetivo de aumentar a possível infraestrutura para atendimento dos pacientes contaminados com o coronavírus (Covid-19).

Na ocasião, Caio Cunha declarou ter investido R$ 1,8 milhão para o adiantamento e conclusão das obras para a Maternidade Municipal, com a promessa de entrega do prédio em até 60 dias. O local, nas palavras do chefe do Executivo, poderia receber até 53 vagas de Enfermaria e poderia funcionar como uma unidade para pacientes moderados de Covid-19, e funcionaria como complemento ao atendimento no Hospital Municipal do distrito de Braz Cubas.

Durante o período, a Comissão de Obras da Câmara de Vereadores de Mogi das Cruzes realizou diversas visitas ao local, onde aprovaram o trabalho realizado pela Prefeitura e aguardavam a entrega do prédio a tempo de atender às necessidades da população.

 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
editor@moginews.com.br
editor@jornaldat.com.br
aline.portalnews@moginews.com.br

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News