Poá

Servidores prometem paralisação para dia 10

Entidades que representam os servidores informaram que a principal reivindicação é o reajuste salarial

André Diniz
05/05/2022 às 05:30
Atualizada em 05/05/2022 às 07:20.
Divulgação

Prefeitura afirmou que prepara projeto sobre reajustes para enviar à Câmara - FOTO: Divulgação

Os representantes dos servidores públicos informaram que na próxima semana está marcada uma paralisação, com a possibilidade de greve de serviços públicos, como as redes de Saúde, de Educação e da administração direta.

O movimento, composto pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Poá (SSPMP) e da Associação dos Profissionais e Trabalhadores da Educação de Poá (Apep) divulgou uma mensagem na terça-feira, alertando sobre a paralisação a ser realizada no dia 10, com ato a ser realizado na sede da Prefeitura.

De acordo com as entidades representativas, a principal reivindicação é o reajuste salarial por parte do município, que nos últimos anos decretou calamidade financeira e, em 2021, aprovou leis como a retirada do vale-alimentação, "enquanto o governo segue arrecadando mais que o previsto, inclusive voltando a pagar os 20% que descontava dos cargos em comissão durante o período de calamidade pública", reforçou a nota.

Segundo a direção da Apep, a volta do benefício retornaria com a normalização dos gastos com funcionalismo, o que não teria acontecido plenamente. "A volta do vale-alimentação estava prevista para retornar com o retorno dos 54% de gastos com folha salarial, mas a Prefeitura devolveu apenas metade do valor que era pago antes da pandemia", afirmou o presidente da Apep, Franklin Valdemar do Nascimento.

O dirigente destacou outros pontos reivindicados pelos servidores público que foram o reajuste salarial referente aos anos de 2020 e 2021, que teria sido nulo por parte da administração municipal, e a contratação de novos servidores para cobrir as defasagens nos quadros municipais. "Hoje temos 300 funcionários a menos que o necessário para o funcionamento na Educação, mais 200 funcionários em outros setores da administração", contabilizou Franklin.

Procurada, a Prefeitura informou, por meio de nota, que tem estudado, nos últimos dias, a possibilidade de promover o reajuste salarial aos servidores, bem como o retorno do vale-alimentação e, desta forma, está finalizando os projetos de lei que serão encaminhados à Câmara Municipal, até amanhã, que determina o reajuste salarial em 6% e o V.A no valor de R$ 250 (em pecúnia) para os servidores com vencimentos em até R$ 4 mil.

"Caso as proposituras sejam aprovadas pela Casa de Leis, os benefícios serão válidos concedidos no último dia útil deste mês de maio. Até o momento não tem nenhum agendamento com representantes das categorias", concluiu a Prefeitura. 

 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News