SCPC

Mogianos fecham 1° semestre com R$ 12 milhões em dívidas

Montante é 15,22% menor que o registrado em 2021, quando o débito dos mogianos somava R$ 15.110.447,40

07/07/2022 às 05:30
Atualizada em 07/07/2022 às 06:52.
Divulgação

Recuo pode ser explicado pela retomada dos empregos - FOTO: Divulgação

Mogi - O primeiro semestre de 2022 terminou com um saldo de R$ 12.811.058,64 em dívidas inscritas no Serviço Central de Proteção do Crédito (SCPC), mantido pela Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC) em parceria com a Boa Vista. O montante é 15,22% menor que o registrado em 2021, quando o débito dos mogianos somava R$ 15.110.447,40.

O movimento de recuo pode ser explicado, em parte, pela retomada dos empregos, liberação de recursos como a antecipação do décimo terceiro salário para aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), saque extraordinário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), além de ações de renegociações promovidas pelas empresas.

De acordo com o levantamento do SCPC, atualmente 12.893 pessoas integram a lista de inadimplentes. No mesmo período do ano passado, esse número era de 15.802 pessoas, uma redução de 18,41%. O total de débitos registrados também seguiu em queda, saindo de 19.184 de janeiro a junho de 2021, para 15.701 neste ano, uma diminuição de 18,16%. A diferença entre o volume de nomes e dívidas inscritas varia, pois uma mesma pessoa pode ter mais de um pagamento pendente.

A queda foi registrada ainda, na inclusão e manutenção de novos nomes. De janeiro a junho, foram inscritas 447 pessoas, já no ano passado, esse número era de 638 inadimplentes, ou seja, uma diminuição de 29,94%.

A saída do cadastro de inadimplência ocorre em duas circunstâncias, quando o pagamento do débito é efetuado ou após cinco anos da inclusão da dívida. Segundo o Serviço de Proteção ao Crédito, 50% das dívidas são de pessoas que devem até R$ 500,00. Já outros 30%, são pagamentos pendentes de até R$ 1 mil. O levantamento do SCPC mostra ainda, que cerca de 90% dos inadimplentes têm apenas um registro.

"A redução do número da dívida pode ser justificada por fatores como a recuperação do nível de emprego e injeções de recursos que ocorreram no período, além disso, diversas empresas têm realizado ações de renegociação de dívida. Mesmo com a queda, os números da dívida são altos. A orientação é que as pessoas busquem os estabelecimentos para negociar os débitos, pois os credores querem buscar soluções", recomendou o diretor do SCPC Mogi, Carlos Lapique.

Os telefones do SCPC para informações são o 4728-4308 e 4728-4309.

Oportunidade

Até 29 de julho a ACMC recebe a campanha 'Acertando as suas contas' da Boa Vista. Essa é uma das mais tradicionais ações de renegociação de dívidas do país.

As empresas interessadas em participar da iniciativa devem procurar a sede da Associação Comercial (rua Barão de Jaceguai, 674, Centro) para aderir. A campanha é voltada tanto para associados quanto para comerciantes em geral.

 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News