Saúde

Prefeitura vai renovar convênio com Santa Casa

Novo contrato para o Pronto-Socorro passa a valer no fim de agosto, com o mesmo valor

Katia Brito
06/07/2022 às 20:12
Atualizada em 06/07/2022 às 20:29.
Divulgação/PMMC

Prefeito se reuniu ontem com a diretoria da Santa Casa e acertou a renovação - FOTO: Divulgação/PMMC

Mogi – O prefeito de Mogi das Cruzes, Caio Cunha, anunciou na noite de hoje em suas redes sociais a renovação do convênio com a Santa Casa para o atendimento no Pronto-Socorro (PS) do hospital. O novo contrato terá duração de um ano e passa a valer no dia 29 de agosto, após o término do convênio atualmente em vigor. O valor do repasse mensal, segundo o chefe do Executivo em entrevista à TV local, continua o mesmo valor de R$ 1,8 milhão, com teto de R$ 2,2 milhões.

A reunião, que definiu a renovação do convênio do PS, de acordo com o prefeito, ocorreu hoje, dia em que a Santa Casa completou 149 anos, e contou com a participação do provedor José Carlos Petreca e da diretoria da entidade filantrópica.

Um ofício enviado pela Santa Casa anteriormente à administração informava que não havia interesse na renovação do convênio. Os problemas enfrentados pela unidade, que opera além de sua capacidade, foram destacados em audiência ontem na Câmara Municipal.

"Nós e a Santa Casa temos trabalhado por algo em comum: a saúde das pessoas de Mogi das Cruzes. Estamos unindo forças para superar um problema muito sério, que é a superlotação no Pronto-Socorro tanto da Santa Casa quanto nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) de Mogi das Cruzes", disse o prefeito em postagem na rede social.

Em entrevista à TV local, o prefeito ressaltou que a cidade compartilha dos problemas da Santa Casa, que enfrenta a superlotação e dificuldades na transferência de pacientes pela Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde (Cross), do governo do Estado. "É por isso que vamos pleitear junto ao Governo do Estado soluções para ampliar os atendimentos e já fizemos, inclusive, um ofício solicitando a reabertura do Pronto Socorro do Hospital Luzia de Pinho Melo", afirmou Cunha nas redes.

De acordo com o prefeito, como também já tinha afirmado a diretoria da Santa Casa na Câmara , "o fechamento dessa importante porta de atendimento (o Hospital Luzia) prejudicou muito a cidade". Na entrevista concedida ontem, ele também citou que seria possível, além do Luzia, que o Estado liberasse leitos no Hospital Dr. Arnaldo Pezzuti, como ocorreu durante os períodos mais duros da pandemia do novo coronavírus.

"Tem gente que só olha para o problema, nós estamos preocupados com a solução e temos certeza de que conseguiremos o apoio do Estado em mais este desafio", salientou o prefeito em sua postagem.

 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News