Pronto-Socorro

Prefeitura detalha renovação do convênio com a Santa Casa

Prefeito anunciou que valor máximo será de R$ 2,2 milhões mensais por mês, com duração de um ano

André Diniz
08/07/2022 às 06:00
Atualizada em 08/07/2022 às 06:00.
Arquivo Mogi News

Renovação do convênio para o Pronto-Socorro foi definido anteontem - FOTO: Arquivo Mogi News

Mogi - A Prefeitura de Mogi das Cruzes divulgou ontem os detalhes da renovação do convênio com a direção da Santa Casa de Misericórdia para a utilização do Pronto-Socorro (PS), com valor máximo de R$ 2,2 milhões por mês.

O convênio entre as partes para a utilização do PS tornou-se o centro das atenções da cidade nas últimas semanas, com as declarações da direção da entidade filantrópica que não havia interesse em não renovar o convênio. Nesta semana, a direção da Santa Casa se manifestou publicamente em audiência na Câmara Municipal para tratar do assunto e das condições de atendimento.

O encontro entre a prefeitura e a Santa Casa ocorreu na tarde de anteontem com a presença do provedor da entidade, José Carlos Petreca, e outros integrantes da mesa diretiva do hospital. Na ocasião, o prefeito Caio Cunha (Pode) reforçou o pleito ao governo do Estado para a reabertura do atendimento por livre demanda do Pronto-Socorro do Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo, de responsabilidade do Estado.

Segundo a administração municipal, o novo convênio será válido por um ano a partir de 29 de agosto, com o mesmo teto de R$ 2,2 milhões por mês. A Prefeitura ressalta que o valor é R$ 1 milhão maior que o repasse mensal feito até o final de 2021. "Vale lembrar que a Administração promoveu dois aumentos nos recursos repassados no ano passado: em maio houve um reajuste de R$ 900 mil para R$ 1,2 milhão por mês, e em dezembro o novo acordo estipulou teto de R$ 2,2 milhões", explicou.

Nas palavras da prefeitura, o atual plano de trabalho do convênio do Pronto-Socorro da Santa Casa será mantido, com a oferta de 16 leitos entre setores de emergência, observação masculina, observação feminina, observação pediátrica e isolamento.

Procurado pela reportagem, o provedor da Santa Casa de Mogi das Cruzes, José Carlos Petreca, confirmou o acerto entre as partes, e que as questões apresentadas na audiência da Câmara na última terça-feira foram abordadas na reunião. "Os ajustes do contrato serão discutidos pelas áreas técnicas das duas instituições", informou em nota. 

Histórico

Nesta semana, a Santa Casa detalhou o processo de renovação do convênio com a prefeitura para o uso do Pronto-Socorro. Segundo representantes da Santa Casa, a unidade estaria operando há mais de seis meses com mais de 250% de sua capacidade operacional, com dificuldades para transferir pacientes necessitando de cuidados especializados pela Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde (Cross), que cabe ao Estado.

Na ocasião, a direção da Santa Casa afirmou aos vereadores que, por problemas econômicos e estruturais, a entidade não teria condições de renovar o contrato. No entanto, o provedor da Santa Casa reiterou que o diálogo com a prefeitura não estaria descartado, mediante as necessidades para o atendimento à população.

 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News