Reciclagem

Cidades desenvolvem ações para o descarte de recicláveis

Iniciativas incluem coleta, ecopontos e lojas que trocam materiais por moeda social para compra de produtos

Raissa Sandara
10/07/2022 às 06:00
Atualizada em 10/07/2022 às 06:00.
PMMC/ Reprodução

Mogi tem três ecopontos e outras iniciativas para reciclagem de materiais - FOTO: PMMC/ Reprodução

Os municípios do Alto Tietê desenvolvem diversas iniciativas com objetivo de incentivar a correta destinação de materiais recicláveis. Cada município criou e mantém programas e espaços que incluem a coleta, loja onde os materiais são trocados por moeda social para compra de produtos e ecopontos para entrega voluntária de materiais.

Arujá

A cidade de Arujá recolhe aproximadamente 45 toneladas de materiais recicláveis por mês, por meio da coleta seletiva, desenvolvida pelo Grupo Electra, segundo a Prefeitura. Atualmente o serviço de coleta seletiva atende 102 bairros semanalmente. Além do serviço, a cidade também conta com pontos de descarte voluntário de vidro e com a loja Vale Reciclar, em que materiais são trocados por uma moeda social utilizada na aquisição de produtos.

O município informou que está com processo licitatório em andamento para a instalação de Pontos de Entrega Voluntário (PEVs) de Resíduo de Construção Civil (RCC), assim como para implantação dos Ecopontos.

Todo material coletado nas diversas iniciativas, de acordo com a Prefeitura, é destinado à Cooperativa de Reciclagem de Arujá (CORA), responsável pelo encaminhamento correto dos materiais.

Suzano

Suzano arrecada em média 22 toneladas de material reciclável por mês, de acordo com a Prefeitura. O serviço de coleta seletiva é desenvolvido em parceria com a Cooperativa Unidos Venceremos (Univence), concentrada em condomínios e comércios, e na seleção dos materiais encaminhados aos Ecopontos e à sede da Univence.

A previsão da prefeitura é dobrar a quantidade de materiais arrecadados para 44 toneladas, pois a cooperativa foi contemplada com um caminhão, cedido por meio de termo de empréstimo da administração municipal. O novo meio de transporte também ampliará o roteiro de bairros atendidos, incluindo a região da Vila Amorim e do Jardim Colorado. O início do funcionamento da Central de Triagem de Recicláveis Dr. Edson Gianuzzi, no bairro Cidade Miguel Badra, em agosto, também possibilitará uma expansão na atividade.

A cidade conta com Ecopontos no Parque Maria Helena (Rua Antônio Francisco dos Santos, 186), Marginal do Una (Rua Afonso Nícola Redondo, s/nº, Vila Figueira), Dona Benta (Estrada Takashi Kobata, 183, Jardim Dona Benta), e Boa Vista (Rua Vitor Miguelino, 553).

Para o diretor-secretário da Univence, Alisson Brum, de 28 anos, o trabalho desenvolvido é essencial à cidade e gera empregos. "Nossa cooperativa hoje está com 15 cooperados, 9 mulheres e 5 homens, a grande maioria catadores que vieram da rua", detalhou. Criada há quase 10 anos, a cooperativa foca na triagem dos materiais recolhidos nas residências e comércios, e também recebe itens na sede na Rua Luísa Idaka, 398, Jardim Cacique.

Brum enfatiza a importância da participação popular na separação dos materiais e orienta para limpeza adequada dos materiais, que pode ser feita apenas com água, ou água e sabão.

Guararema

De janeiro até maio, Guararema arrecadou 254 mil quilos de material reciclável, e durante 2021, foram 510 mil quilos. A cidade realiza diversas iniciativas que incluem a Coleta Seletiva e educação ambiental que atende 10 bairros e tem plano de expansão para outros dois; 29 PEVs, com cronograma para instalação de outros três pontos; além das Lojas Pérola do Bem, que trocam materiais por produtos, às segundas e terças-feiras no Fundo Social de Solidariedade de Guararema (Rua Dona Laurinda, 193, centro) e às quintas e sextas-feiras no CSE Manoel Florindo Pereira (Rua Fernanda Franco Pereira Amara, s/nº, Bairro Ipiranga).

Mogi das Cruzes

Mogi das Cruzes desenvolve diversas iniciativas relacionadas à reciclagem e o descarte adequado de materiais, que inclui a coleta seletiva, operações de Cata-Tranqueira e três ecopontos. A coleta seletiva é efetuada por meio do "Programa Recicla Mogi", que atende a área urbana e percorre bairros três vezes por semana. Informações sobre os bairros e horários de atendimento podem ser consultados pelo site (https://bit.ly/3yRzv7K) ou pelo telefone 4798-5701.

Os Ecopontos estão localizados no Jardim. Armênia (Rua Júlio Perotti, 56), no Parque Olímpico (Av. Pref. Maurílio de Souza Leite Filho, s/nº), e em Jundiapeba (Rua Manoel Fernandes, 44), funcionando das 8 às 18 horas, todos os dias. A Prefeitura também afirmou estimular ações de reciclagem e descarte adequado por meio de ações de conscientização da população e de grupos comprometidos com o meio ambiente.

Marlene de Souza Cesar, 52 anos, auxiliar administrativo, separa o lixo comum do material reciclável há mais de 15 anos. Moradora de Mogi, ela conta que o processo aconteceu naturalmente, influenciado pelas filhas que aprendiam sobre o meio ambiente e compartilhavam esse conhecimento em casa. Os materiais separados são recolhidos, segundo ela, pelo caminhão de reciclagem ou por catadores do bairro. Atualmente, ela separa os materiais até quando vai à casa de amigos próximos e familiares.

Poá

A Coleta Seletiva de Poá recolheu cerca de 65 toneladas de materiais em 2021. Segundo a administração municipal, o serviço de coleta possui itinerário em 29 bairros, atendendo aproximadamente 10 mil habitantes. A cidade também possui três pontos de entrega voluntária: a loja Colete e Troque na Praça da Bíblia (Rua Vicente Guida, s/nº, centro), a Cooperativa de Reciclagem Unidos pelo Meio Ambiente — Cruma (Rua Angatuva, 74, Calmon Viana e Rua Barão do Rio Branco, 404, Vila Júlia).

Itaquaquecetuba

Já Itaquaquecetuba ainda não realiza coleta seletiva, mas, segundo a Prefeitura, já há um projeto de implantação por meio de uma Parceria Pública-Privada (PPP), ainda sem data para começar. Porém, a cidade possui seis ecopontos que estão localizados nos bairros Marengo (Av. Gonçalves Dias, próximo ao cruzamento com a Av. Luís Pereira Barreto), Piratininga (Rua Joaquim Caetano, 54), Vila São Carlos (Rua Jaguaribe, 80), Vila Arizona (R. Vitorino), Scaffid (Rua Guiricema com a R. Giovanni Xavier) e Jardim Odete (Rua Jacamin, próximo à E. E. Domingos Milano). Eles funcionam de segunda a sábado, das 8 às 17 horas.

Ferraz

Ferraz de Vasconcelos também não possui ainda coleta seletiva nem ponto de entrega voluntária. A Prefeitura afirmou, em nota, estar em processo de licitação, por meio de Chamamento Público, para contratação de empresa para construção do primeiro Centro de Triagem do município.

 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News