Após frustrar torcida, Palmeiras foca na disputa pelo 3º lugar

O Palmeiras voltou ontem aos treinos, em Doha, no Catar, logo após a derrota por 1 a 0 para o Tigres, pela semifinal do Mundial de Clubes da Fifa. A equipe realizou um trabalho pela manhã (horário local) e iniciou a preparação para o compromisso de quinta, quando vai disputar o terceiro lugar do torneio. O adversário será o Al Ahly, que perdeu ontem para o Bayern de Munique por 2 a 0. Os jogadores não esconderam a decepção por não chegar à final.

O elenco se reapresentou e trabalhou somente com os reservas e jogadores que entraram no segundo tempo da derrota para o time mexicano. Os atletas participaram de uma movimentação em campo reduzido, seguido por trabalho de toque de bola e encerrado com treinos de finalizações. A atividade foi comandada pelos auxiliares do técnico português Abel Ferreira.

Os titulares não foram ao gramado e fizeram apenas um trabalho na academia. Logo depois, passaram por atividades regenerativas como massagem e o uso de botas pneumáticas para relaxar os músculos. Em fase final de recuperação de lesão na coxa esquerda, o atacante Gabriel Veron fez movimentações no gramado sob a supervisão de profissionais da comissão técnica.

A equipe volta ao trabalho hoje às 18h30 locais (12h30 de Brasília), já com a presença dos titulares. A equipe joga na quinta, às 18 horas locais (12 horas de Brasília), e no dia seguinte retorna ao Brasil para cumprir a tabela restante do Campeonato Brasileiro. Sem descanso, no domingo, a equipe já tem jogo diante do Fortaleza, no estádio Allianz Parque, em São Paulo, pela 36ª rodada.

Sem surpresa

O Bayern de Munique ratificou seu favoritismo ao garantir ontem a vaga na final do Mundial de Clubes, no Catar, com a vitória por 2 a 0 sobre o Al Ahly, do Egito, em Doha. Com o resultado, o time alemão vai enfrentar na quinta-feira o Tigres, do México, que eliminou o Palmeiras, no domingo.

Com toques rápidos em triangulações, o Bayern chegou muitas vezes na área egípcia, principalmente com jogadas pelas laterais, mostrando que os times europeus também dão importância ao título mundial. A impressão que deu foi que os alemães iniciaram o jogo com pressa para definir logo a vitória.

Gnabry, Roca e Coman foram os mais acionados, mas o único gol do primeiro tempo foi marcado pelo artilheiro Lewandowski, aos 16 minutos. A vantagem no placar não fez o Bayern, cujo ataque soma 58 jogos consecutivos com gols, diminuir o ritmo e o número de finalizações chegou a 11 na primeira etapa.

O Ahly voltou mais ofensivo no segundo tempo, deixando o público animado, mas aos poucos o Bayern retomou o controle do jogo, principalmente com a entrada de Sané e Musiala. Sem muito esforço conseguiu o segundo gol, mais uma vez com Lewandowski. Se para os fãs do Bayern, o placar de 2 a 0 foi frustrante, para os torcedores do Al Ahly representou um sentimento de orgulho por ter deixado em campo o máximo que poderia realizar.

Deixe uma resposta

Comentários