Após assalto, Arthur Nory receberá medalhas originais do Pan de Lima

Após assalto, Arthur Nory receberá medalhas originais do Pan de Lima
Após assalto, Arthur Nory receberá medalhas originais do Pan de Lima - FOTO: DANILOBORGES

O presidente da Organização Desportiva Pan-Americana (Panam Sports), Neven Ilic, confirmou nesta segunda-feira (8) que vai repor ao ginasta Arthur Nory as três medalhas conquistadas por ele nos Jogos Pan-Americanos de Lima (2019) que foram roubadas de sua casa na semana passada.

“Arthur é um atleta extraordinário, que tem dado muitas alegrias ao Brasil e ao nosso continente. Campeão mundial, medalhista de bronze na Rio 2016, e teve uma atuação de destaque nos Jogos de Lima 2019. Sabemos que ele está muito triste com o roubo, por isso vamos apoiá-lo e mandar para ele as medalhas que ganhou no Peru o mais rápido possível. Queremos que ele não perca o foco em seu trabalho para alcançar seu grande objetivo, que é ter uma participação olímpica excepcional. Embora seja um patrimônio material, sabemos de todo o esforço por trás de cada medalha. Mas nada vai atrapalhar todas as conquistas que esperamos que ele alcance no futuro”, declarou o dirigente.

As medalhas que serão enviadas são idênticas às que o brasileiro conquistou em 2019, o ouro com a equipe nacional, e as pratas na competição do individual geral e na barra fixa.

Roubo de medalhas

Na última sexta-feira (5), bandidos invadiram a casa de Nory e roubaram, além das medalhas conquistadas em Lima, as premiações de etapas da Copa do Mundo de ginástica. O bronze olímpico no solo e o ouro conquistado nas barras fixas no Mundial de 2019 não foram levados, pois estavam guardados em outro local. No momento do assalto o ginasta estava treinando no Clube Pinheiros.