Ainda pendente, Campeonato Amazonense de 2020 tem recomeço adiado

Ainda pendente, Campeonato Amazonense de 2020 tem recomeço adiado
Ainda pendente, Campeonato Amazonense de 2020 tem recomeço adiado FOTO:

Único torneio estadual do país cancelado no ano passado, o Campeonato Amazonense de 2020 recomeçaria do zero nesta quarta-feira (10). No entanto, o colapso no sistema de saúde do estado devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19) e a campanha do Manaus na Copa Verde - classificado às semifinais - levaram a Federação Amazonense de Futebol (FAF) a postergar a primeira rodada para a próxima segunda-feira (15).

Segundo o boletim epidemiológico da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) do Amazonas, divulgado ontem (8), o estado tem 336 pacientes infectados pela covid-19 no aguardo de transferência para leitos hospitalares. A taxa de ocupação nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) é de 93,8%. Em janeiro, foram registradas mais de 2,5 mil mortes pelo novo coronavírus, com episódios de falta de oxigênio nos hospitais locais.

Paralelo a isso, o Manaus está na semifinal da Copa Verde - também referente a 2020 - após eliminar o Paysandu nas quartas de final. Na semifinal, o Gavião terá pela frente mais um time paraense, o Remo. Os manauaras podem ter de duas a quatro datas (se chegarem à final) voltadas às competição regional. A FAF, por sua vez, reservou cinco datas para o novo Amazonense, com intuito de realizá-lo rapidamente: três para a fase de grupos, uma para as semifinais e outra para a decisão.

Por avaliar que o clube da capital "inevitavelmente teria a programação de seus jogos afetada por conta do conflito de datas", a federação estabeleceu que a programação das partidas será definida "de acordo com a caminhada do Gavião do Norte na Copa Verde". Conforme a entidade, "a decisão foi tomada em consenso" com os sete clubes participantes do Estadual.

Atual tricampeão, o Manaus está no Grupo A do Amazonense, com Amazonas, Nacional e Penarol. Já o Grupo B tem Fast Clube, Iranduba e São Raimundo. Os times de mesma chave jogam entre si e os dois primeiros avançando às semifinais. No mata-mata e na decisão, as equipes classificadas se enfrentam em partida única.

Imbróglio na Justiça

Originalmente, a edição 2020 do Barezão - como é conhecido o Estadual do Amazonas - teve início em janeiro do ano passado. Em meio à pandemia, o torneio foi suspenso em março, durante o segundo turno, e posteriormente encerrado. Isso gerou um imbróglio para definição das vagas em competições nacionais, pois a FAF indicou os times de melhor campanha até aquele momento para representar o estado na Série D do Campeonato Brasileiro (Amazonas e Penarol) e na Copa do Brasil (Manaus e Amazonas) de 2021.

Os critérios não foram aceitos por Fast e Nacional, que acionaram o Tribunal de Justiça Desportiva do Amazonas (TJD-AM). O caso foi parar no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que determinou a anulação do Estadual. Em dezembro, a federação convocou uma reunião com os oito times envolvidos no Amazonense para organizar um novo Barezão 2020, sem rebaixamento. A única ausência será do Princesa do Solimões, que desistiu alegando preocupação com o estágio da pandemia da covid-19 no estado.

Também não acabou

Outros dois estaduais de 2020 ainda não conheceram os campeões - Goiano e Tocantinense - e retornarão a partir desta quarta-feira (10). O estádio Antônio Accioly, na capital, será palco das quartas de final do Estadual Goiano, entre Atlético-GO e Anápolis, às 17h (horário de Brasília). Às 21h, Goiás e Aparecidense se enfrentam no estádio da Serrinha  Na quinta-feira (11), o Vila Nova visita o Jaraguá no estádio Amintas de Freitas, em Jaraguá (GO), às 15h30, enquanto Goianésia e Crac se enfrentam às 16h no estádio Valdeir Oliveira, em Goianésia (GO).

Goiás e Atlético-GO disputam a reta final do Goiano ainda envolvidos com a Série A do Campeonato Brasileiro (também de 2020). O Verdão tenta escapar do rebaixamento à Série B, enquanto o Dragão sonha com vaga em competições sul-americanas. O Vila Nova se divide entre o Estadual e a Copa Verde, onde é semifinalista e terá como adversário o Brasiliense. A competição regional dá vaga direta à terceira fase da Copa do Brasil, o que já garante uma premiação de R$ 1,5 milhão.

Também amanhã (10), ocorre o jogo de ida da final do pelo Campeonato Tocantinense: às 16h,  Tocantinópolis e Palmas jogam no estádio João Ribeiro, o Ribeirão, em Tocantinópolis (TO). A volta será no domingo (14), no estádio Nilton Santos, em Palmas.