Bayern e Tigres decidem o Mundial

Polonês Lewandowski vai em busca de mais um título
Polonês Lewandowski vai em busca de mais um título - FOTO: Divulgação

O Bayern de Munique entra em campo hoje, às 15 horas (de Brasília), em busca de mais uma façanha. Campeão de tudo na temporada 2019/2020 na Europa, decide o Mundial de Clubes diante do Tigres, no estádio Education City, em Al Rayyan, para igualar um feito alcançado pelo Barcelona em 2009. Para isso, terá de ganhar um duelo de centroavantes artilheiros.

Naquele ano, o gigante catalão venceu todos os torneios que disputou. Façanha que agora pode ser repetida pelo Bayern, considerando que o Mundial é relativo a 2020, quando faturou a Liga dos Campeões, o Campeonato Alemão, a Copa da Alemanha e as Supercopas da Europa e da Alemanha. Nessas conquistas, ainda conseguiu uma histórica goleada por 8 a 2 sobre o Barcelona, nas quartas de final da Liga dos Campeões.

Por isso, o clube viajou ao Catar sob a perspectiva de "fazer história", tratando o Mundial como a "cereja do bolo". "Se nos tornarmos campeões deste Mundial iremos igualar os feitos históricos dos mais importantes do futebol", lembrou o polonês Robert Lewandowski.

O destaque nas conquistas foi o centroavante, tanto que o desempenho o levou a ser eleito o melhor jogador do mundo na última temporada pela Fifa. E ele também já brilhou no Catar, tanto que marcou os gols da vitória por 2 a 0 sobre o Al Ahly, do Egito, nas semifinais. Já na temporada 2020/2021, são 29 gols em 27 jogos pelo time alemão.

O desafiante do Bayern está animado para fazer o maior jogo da sua história. O Tigres superou o Palmeiras no domingo e se tornou o primeiro representante da Concacaf a se classificar para a final do Mundial de Clubes. Resultado obtido por um time que tem dominado o futebol do México, com cinco títulos nacionais conquistados nos últimos dez anos.

A esperança do Tigres para surpreender o Bayern estará nos pés do atacante francês André Pierre Gignac, autor do gol, de pênalti, diante do Palmeiras. E ele já havia anotado os dois do triunfo sobre o Ulsan Hyundai, o campeão asiático, na fase anterior do Mundial. Também soma 21 gols marcados em 26 jogos disputados na temporada 2020/2021.

As brasileiras Edina Alves Batista e Neuza Back foram escaladas como quarta árbitra e auxiliar reserva, respectivamente, da decisão do Mundial. (E.C.)

Deixe uma resposta

Comentários