São Paulo acerta com o técnico Hernán Crespo

Novato, Crespo tem menos de cem jogos como técnico
Novato, Crespo tem menos de cem jogos como técnico - FOTO: Divulgação

O São Paulo voltará a ter um treinador estrangeiro depois de pouco mais de dois anos. O clube anunciou ontem a contratação do argentino Hernán Crespo. Ele assume depois do Campeonato Brasileiro, mas já começa a conhecer a estrutura do clube após o Carnaval. Crespo vai trabalhar com sua própria comissão técnica. O investimento será perto de R$ 1 milhão por mês. O último técnico estrangeiro da equipe foi o uruguaio Diego Aguirre, demitido em novembro de 2018, após oito meses de trabalho.

O substituto de Fernando Diniz vai assinar contrato válido por duas temporadas. Ainda não há uma data definida para o novo comandante assumir o time. O São Paulo tem mais quatro partidas no Brasileirão. Marcos Vizolli é o treinador interino. Amanhã, o time enfrenta o Grêmio, às 20h30, fora de casa.

Crespo terá mais cinco membros de sua comissão contratados pelo São Paulo. Seu auxiliar é Juan Branda. Ele traz ainda para o Brasil um preparador de goleiros (Gustavo Nepote), dois profissionais da área física (Alejandro Kolan e Gustavo Satto) e um analista de desempenho (Tobías Kohan).

Crespo terá ao seu lado Muricy Ramalho, que voltou para o São Paulo como coordenador de futebol. O ex-técnico fará a ponte do futebol com os dirigentes. Será uma espécie de braço direito para o novo treinador.

"Depois de uma avaliação bastante técnica, cuidadosa e criteriosa, em que consultamos diferentes profissionais, entendemos que Hernán Crespo se encaixa perfeitamente no que pensamos para o São Paulo. Ele tem uma história vitoriosa, foi grande atleta e é um técnico muito promissor. Teremos um comandante com mentalidade vencedora e o DNA são-paulino", disse o presidente Julio Casares.

Muricy participou do processo de escolha e, em vídeo divulgado pelo clube, revelou alguns motivos da opção por Crespo. "Time aguerrido, time de velocidade, que pressiona o adversário. Tudo isso ele mostrou para a gente. Nós estamos felizes, o torcedor do São Paulo pensa assim sobre o futebol. Um time bastante competitivo, o São Paulo sempre foi competitivo, e isso procuramos com esse treinador", afirmou Muricy.

Currículo curto

Aos 45 anos, Crespo é um jovem treinador, com menos de cem jogos no currículo. Atacante de longa carreira por clubes italianos, começou a trabalhar como técnico nas categorias de base do Parma. Depois, passou pelo modesto Modena. O retorno à Argentina se deu em 2018, ao receber proposta do Banfield.

O grande salto da carreira de Crespo como treinador foi no ano passado. O Defensa Y Justicia apostou nele para liderar a equipe em sua primeira participação na Libertadores. A campanha terminou na fase de grupos, superado por Santos e Delfín. Mas o terceiro posto na chave abriu um outro caminho, o da Copa Sul-Americana. Comandado por Crespo, o Defensa Y Justicia conquistou o primeiro título internacional da sua história.

Deixe uma resposta

Comentários