Corinthians tenta interferir na liderança do Brasileirão

O Corinthians está fora da disputa pelo título, mas pode ter influência decisiva na definição sobre quem ficará com a taça de campeão brasileiro. Dos quatro jogos que restam, dois são contra os favoritos ao troféu. Hoje, às 16 horas, enfrentará o Flamengo, no Maracanã, pela 36ª rodada. Na última, vai encarar o Internacional, também fora de casa.

O time colorado é o atual líder, com 66 pontos, um a mais que o rubro-negro. Entre esses dois jogos, a equipe de Vagner Mancini tem os clássicos com Santos (que foi adiado da 33ª rodada) e Vasco. É uma reta final complicada para quem vem alternando altos e baixos e ainda tem como meta uma vaga para a Copa Libertadores.

"Pela sequência, sim, o Corinthians pode influenciar nesse título. Tem a chance de jogar contra Flamengo e Internacional fora de casa. Essas equipes estão brigando ali em cima e vão encontrar um 'Corinthians resistência'. Brigamos por uma oitava vaga. Diante dessas equipes, precisamos somar pontos. Vamos influenciar, sim. O Corinthians talvez seja o único que pega os dois", disse Mancini.

A boa notícia para o treinador é que ele deverá contar com o retorno do zagueiro Jemerson e do meia Cazares, recuperados de lesão. A dúvida é se já começam entre os titulares por estarem sem ritmo de jogo. Por outro lado, Mancini não terá o volante Gabriel e o meia Mateus Vital, suspensos pelo terceiro cartão amarelo.

Com essas mudanças, o time tentará resolver especialmente o problema de desatenção na parte defensiva. No empate com o Athletico-PR, o Corinthians, em casa, esteve por três vezes na frente do marcador, mas permitiu a reação do adversário. A atenção precisará ser redobrada no caso do Flamengo, pois, no primeiro turno, a equipe paulista perdeu por 5 a 1.

"Era meu segundo jogo apenas. O Flamengo tinha outro treinador, equipes viviam outra fase. Tiramos lições de todos os jogos. Até quando ganha, é preciso fazer ajustes. Ajustes não param. Somos uma equipe de operários tentando achar os erros, melhorar aqui e ali. Depois daquele jogo, sentamos, analisamos, vimos onde melhorar. O que está bom, também tocamos no assunto para manter. Encontrar maneiras de tornar a equipe sempre mais forte", declarou Mancini.

Na parte ofensiva, Jô e Leo Natel brigam por uma posição, enquanto Gustavo Mosquito é considerado titular absoluto. Com Mancini, o atacante voltou a ganhar chance na equipe e não desperdiçou. Fez dois gols na última partida e tem dado velocidade ao ataque.