São Paulo e Palmeiras duelam com objetivos bem diferentes

Atletas do São Paulo precisam da vitória para manter chances de conquistar título
Atletas do São Paulo precisam da vitória para manter chances de conquistar título - FOTO: Divulgação/São Paulo FC

Com o calendário do futebol encavalado por conta da pandemia do coronavírus, sobrou para hoje, às 21h30, no Morumbi, a disputa do clássico entre São Paulo e Palmeiras, em jogo atrasado da 34ª rodada do Brasileirão. Para os mandantes, a partida será mais uma na tentativa de reestruturação da equipe para a temporada 2021, na qual terá o argentino Hernán Crespo como treinador - ele assistirá o jogo dos camarotes do estádio. Já para os visitantes, o duelo servirá como preparação para a disputa do título da Copa do Brasil.

Quarto colocado no Campeonato Brasileiro com 62 pontos, sete abaixo do líder Internacional, o São Paulo ainda tem chances de terminar o torneio com a taça de campeão. Para isso, além de vencer o Palmeiras, precisará também dos três pontos contra Botafogo e Flamengo, suas últimas duas partidas, além de torcer por uma combinação de resultados.

Para a partida, o interino Marcos Vizolli terá à disposição o lateral-direito Juanfran, o meia Igor Gomes e o atacante Pablo, que estavam suspensos e não jogaram contra o Grêmio. Gabriel Sara, com lesão na coxa, ainda é dúvida. Igor Vinícius está fora - ele cumprirá suspensão automática por ter recebido o terceiro cartão amarelo.

Com apenas 1% de probabilidade de título, o time já negocia a chegada de reforços e quer definir quem fica no elenco para a temporada. O primeiro a chegar foi Bruno Rodrigues, atacante que estava na Ponte Preta.

Crespo já trabalha e iniciou sua avaliação do elenco. Para o jogo de hoje, Vizolli seguirá como treinador de campo, enquanto o argentino finaliza processos burocráticos para ser liberado a exercer sua profissão. Deve estrear só no Paulistão.

Do outro lado do clássico, o Palmeiras segue com a sua insana maratona. O time, que no domingo enfrentou o Fortaleza e quarta encarou o Coritiba, tem hoje pela frente o São Paulo, o Atlético-GO na segunda-feira e o Atlético-MG na próxima quinta, terminando assim a disputa do Brasileirão. No domingo seguinte, dia 28, vai a Porto Alegre para jogar a primeira decisão da Copa do Brasil, contra o Grêmio.

Depois de atuar com times mistos nos últimos dois compromissos, o técnico Abel Ferreira deverá mandar a campo os titulares. "Nossa programação não tem que ser feita jogo a jogo, mas naquilo que é presente e futuro, a Copa do Brasil. Todos os jogos servem de preparação e avaliação de todos, eu e jogadores. Sabemos que é um jogo diferente e especial", disse o português.

Além de Kuscevic, suspenso por ter sido expulso contra o Coritiba, o Palmeiras não terá Gabriel Menino. O meia torceu o tornozelo direito no Paraná e já está em tratamento, de olho nas finais da Copa do Brasil.

Deixe uma resposta

Comentários