Santos fica no 1 a 1 com Ferroviária na Vila Belmiro

Os jovens do Santos empataram pela segunda vez, ontem, no Campeonato Paulista. Na Vila Belmiro, observados pelo técnico Ariel Holan, ficaram no 1 a 1 com a Ferroviária. Sabino e Felipe Marques, um em cada tempo, marcaram os gols da partida.

O Santos aproveitou o duelo com a Ferroviária para fazer novos testes com seus jovens. Escalou, assim, Sabino, Ivonei, Talisson e Allanzinho como principais novidades de uma formação só com jogadores que iniciaram a carreira pelo clube. Exatamente o oposto da Ferroviária, que não colocou em campo nenhum atleta com passagem por suas divisões de base.

Talvez por essa maior experiência, tentou forçar erros do Santos no início do jogo. E ameaçou aos 13 minutos, quando um disparo de Zanocello desviou em Sabino e dificultou a defesa de Vladimir

Só que o Santos conseguiu se livrar dos sustos iniciais, passando a dominar o jogo, sendo perigoso em jogadas de bola parada. Foi assim aos 24, quando Arthur Gomes cobrou escanteio e Alex cabeceou, parando em um tapa de Saulo. Aos 25, foi a vez de o escanteio, cobrado por Ivonei, fechado e desviado, dar trabalho ao goleiro.

E em outra jogada de bola parada executada por Ivonei, mas agora uma cobrança de falta, o Santos abriu o placar. Foi aos 30, com Sabino se antecipando a Saulo para marcar: 1 a 0. Assim, mesmo sem brilhar, o Santos acabou indo ao intervalo em vantagem. E poderia ter marcado mais um, aos 39, quando Ângelo, até então apagado no jogo, acionou Arthur Gomes, que bateu cruzado, mas para fora.

De volta para o segundo tempo com duas alterações, incluindo a entrada do atacante Rogério, ex-São Paulo, a Ferroviária cresceu logo na retomada do duelo, tanto que quase marcou aos 2 minutos, em cabeceio de Meritão. Teve também boa chance ao 14, quando Rogério ajeitou para Everton, que finalizou para fora. O gol, então, saiu aos 20. Renato Cajá deu toque de letra para Felipe Marques, nas costas de Vinicius Balieiro, cortou para o meio e bateu para as redes: 1 a 1. (E.C.)