Estado libera e jogos do Paulistão retornam hoje

Vice-governador Rodrigo Garcia anunciou a liberação
Vice-governador Rodrigo Garcia anunciou a liberação - FOTO: Divulgação/Governo de São Paulo

O governo de São Paulo anunciou ontem o retorno imediato das partidas do Campeonato Paulista. O vice-governador, Rodrigo Garcia, fez o anúncio oficial em coletiva no Palácio dos Bandeirantes, mas o governador João Doria (PSDB) já havia antecipado a liberação pela manhã. Com a decisão, o poder estadual segue a determinação do Ministério Público (MP) de antecipar o prazo de restrições aos jogos - inicialmente ele valeria até amanhã.

Os jogos do Paulistão serão retomados hoje, com destaque para São Paulo e São Caetano, no Morumbi, e Santos e Botafogo-SP, na Vila Belmiro. As partidas começarão a partir das 20 horas, em uma tentativa de manter os torcedores longe de aglomerações pelo risco de contágio do novo coronavírus.

A medida acompanha a volta do Estado para a fase vermelha do Plano SP, que irá durar ao menos até 18 de abril. "Permissão para eventos esportivos profissionais sem público, e a partir das 20 horas, autorizada a volta do esporte profissional sem torcida, apenas com transmissão pelos veículos de comunicação", confirmou Garcia.

A Federação Paulista de Futebol (FPF) divulgou uma lista com as partidas desta semana. A ideia é tentar manter a finalíssima na data previamente marcada, 23 de maio. Alguns clubes vão jogar uma vez a cada 48 horas, intervalo mínimo estabelecido em acordo com a federação dos jogadores.

Haverá novos acertos com as TVs e streamings de transmissão das partidas. Os clubes poderão usar todos os jogadores inscritos na competição. As cotas de TV e da própria FPF serão pagas.

A principal mudança no protocolo sanitário da FPF é que os elencos deverão fazer um teste de antígeno adicional no mesmo dia das partidas, além do exame RT-PCR em intervalos máximos de três dias para todos na concentração. Os times se comprometeram a adotar um modelo de concentração permanente, com quartos individuais para os membros da delegação.

Deixe uma resposta

Comentários