Equatoriano Cazares vai de intocável a negociável

Cazares chegou ao Corinthians em setembro prometendo resolver dentro de campo e se comportar fora das quatro linhas. Pouco mais de seis meses depois, o equatoriano sai em débito com o clube e a torcida. O jogador está sendo negociado com o Fluminense e, apesar do status de bom jogador, não deixa saudades.

Cazares tem vínculo com o Corinthians até o final de junho do ano que vem. No entanto, seu baixo rendimento e o seu alto salário (estimado em pouco menos de R$ 400 mil) acabaram culminando com a provável saída. Além de aliviar a folha de pagamento do departamento de futebol, a ausência do atleta vai ser um problema a menos para o treinador Vagner Mancini. Em entrevistas, o comandante já havia mandado recado para os atletas experientes que não estavam correspondendo.

Apesar da posição tranquila no Campeonato Paulista, o técnico alvinegro por diversas vezes reclamou do baixo nível técnico apresentado em campo. E a sofrida classificação na Copa do Brasil diante do Retrô, de Pernambuco, fez essa pressão aumentar sobre os atletas considerados caros e que não estavam dentro do grau de exigência da comissão técnica.

Em pouquíssimo tempo, o equatoriano deixou de ser titular absoluto para ser negociado sem qualquer resistência da diretoria. Na prática, o ex-camisa 10 já estava fora dos planos. Das oito partidas do Corinthians até aqui na temporada 2021, ele foi titular apenas em duas. A demora em recuperar a forma física após se recuperar de lesão foi outro fator que ajudou a diminuir o seu prestígio no Parque São Jorge. (E.C.)

Deixe uma resposta

Comentários