Sem técnico, Santos enfrenta o Boca Juniors

Marcelo Fernandes vai comandar time na Argentina
Marcelo Fernandes vai comandar time na Argentina - FOTO: Divulgação/Santos FC

Pedido de demissão do treinador, pressão pela derrota na estreia da Libertadores e ainda por cima um confronto fora de casa contra um rival que é o favorito da chave. É esse o cenário que o Santos vai ter de enfrentar no jogo de hoje, às 21h30, diante do Boca Juniors, no estádio La Bombonera, pela segunda rodada da fase de grupos da competição. Para tornar o clima ainda mais tenso, a equipe da Vila Belmiro ainda vem de um revés em casa para o Corinthians e já vê sua classificação às quartas de final do Paulista ameaçada.

Surpreendida pela saída do técnico Ariel Holán (pediu demissão após torcedores soltarem rojões sob forma de protesto pela derrota para o Corinthians), a diretoria teve de agir rápido para tentar dar algum tipo de respaldo aos jogadores que vão atuar na Argentina. Mesmo com o ex-treinador se colocando à disposição para comandar a equipe hoje, a cúpula do clube optou por seu total desligamento. Agora, cabe ao auxiliar Marcelo Fernandes, trabalhar a parte psicológica da equipe para buscar uma reabilitação no torneio sul-americano.

A partida é válida pela segunda rodada, mas a situação do Santos já é preocupante por dois motivos: o primeiro é por ter perdido um confronto como mandante. E o outro é ter de se reabilitar com um elenco fragilizado. Lanterna do Grupo C, um outro resultado negativo pode complicar ainda mais a classificação às oitavas de final do campeonato. Nos 12 jogos que comandou o Santos, Ariel Holán teve um aproveitamento de 41,6%.

Deixe uma resposta

Comentários