Flamengo vence o Mogi e sai na frente nas quartas

Mogi encontrou muitas dificuldades para superar a forte defesa do Flamengo
Mogi encontrou muitas dificuldades para superar a forte defesa do Flamengo - FOTO: Divulgação/Mogi Basquete

O Mogi das Cruzes Basquete foi superado pelo Flamengo por 109 a 79, ontem, no Ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro. Com a derrota, a equipe mogiana precisa vencer a próxima partida para empatar a série e forçar o decisivo Jogo 3, no domingo, nas quartas de final do Novo Basquete Brasil (NBB). O segundo confronto será amanhã, às 20 horas, também no Rio de Janeiro, com transmissão ao vivo pelo Dazn.

Com um excelente aproveitamento nas bolas de três pontos (21 acertos), o Flamengo foi dominante durante todo o jogo, vencendo os três primeiros períodos. No primeiro, os cariocas abriram uma diferença de nove pontos (32 a 23). Nos dois períodos seguintes, o Flamengo continuou melhor e venceu por 24 a 16 (2º) e 32 a 19 (3º). Já com os times reservas, os dois times empataram no último quarto em 21 a 21.

"Já sabíamos que seria um jogo duro. A equipe deles tem muitas armas e tiveram suas qualidades, com 21 bolas da linha dos três acima do aproveitamento. Tentamos equilibrar ofensivamente, mas o número de faltas excessivas nos prejudicou. Iremos analisar e conversar para irmos mais preparados para o próximo confronto, que será outra partida dura. Tivemos a contusão do Coleman e alguns incômodos na coxa do Fúlvio, por isso, perdemos um pouco do revezamento de quadra e optamos para dar quilometragem para os jogadores mais novos", analisou o técnico Jorge Guerra, o Guerrinha.

O destaque mogiano da partida foi o ala-pivô Wesley Castro, o mais eficiente (18), um dos cestinhas junto com o armador Yago, do Flamengo, com 19 pontos. Os alas-pivôs Luís Gruber, com 15 pontos, e Douglas Santos, com 16 pontos e seis rebotes, também se destacaram. Ainda contribuíram na pontuação da equipe o ala-armador Guilherme Lessa, com sete pontos e quatro rebotes, e o armador Cassiano Bueno, com dez pontos e quatro assistências.

O ala Dominique Coleman sofreu uma entorse no tornozelo direito e deixou a quadra ainda no começo da partida. Ele passará por tratamento com o fisioterapeuta da equipe, Atílio Suarti, mas ainda é dúvida para o próximo confronto.

Deixe uma resposta

Comentários