Sem ser brilhante, São Paulo bate Rentistas por 2 a 0

Mesmo sem mostrar o mesmo nível técnico das últimas partidas, o São Paulo obteve a segunda vitória consecutiva na Copa Libertadores, ontem, ao derrotar o limitado Rentistas (URU), por 2 a 0, em duelo válido pelo Grupo E.

O resultado deixa o São Paulo em primeiro lugar na chave, com seis pontos, contra quatro do Racing (ARG), que venceu o Sporting Cristal por 2 a 1. O Rentistas fica com um, enquanto o time peruano ainda não somou ponto.

O próximo jogo do São Paulo será na quarta-feira, em Buenos Aires, diante do Racing, quando o time tricolor terá a chance de abrir grande vantagem na classificação e ficar perto das oitavas de final.

Se a torcida do São Paulo esperava um jogo fácil, perdeu esta expectativa logo nos primeiros minutos de jogo, pois o Rentistas mostrou-se um time organizado, com boa marcação e toque de bola rápido e bem feito em busca dos contra-ataques.

Com isso, o time uruguaio transformou a partida em um duelo complicado para o São Paulo, que não tinha em Benítez, muito bem marcado por Duarte, o mesmo articulador das jogadas de outras partidas. Desta forma, foram poucas as oportunidades de gol criadas pelo time de Hernán Crespo.

Como o São Paulo não conseguia ultrapassar a barreira uruguaia, apesar dos mais de 70% de posse de bola, Benítez passou a arriscar de longe, mas não teve êxito. Quando tudo caminhava para um primeiro tempo sem gols, Daniel Alves, atuando de ala, fez ótima assistência para Pablo, aos 39 minutos abrir o placar.

O segundo tempo começou da mesma forma com o São Paulo no domínio e a situação ficou ainda melhor quando Agustín Acosta foi expulso, aos seis minutos, após falta dura em Daniel Alves.

Com um jogador a mais, esperava-se um São Paulo mais agressivo diante do Rentistas, que passou a mostrar cansaço a partir dos 15 minutos. Mas o tricolor brasileiro abusou da posse de bola, mas pouco agrediu a meta de Rossi, que foi acionado apenas aos 14 minutos em um chute colocado de Benítez.

O final de jogo só não foi mais decepcionante, porque Reinaldo fez o segundo gol em cobrança de pênalti. Mas ficou claro que o nível de jogo do São Paulo apresentado no Paulista precisa ser maior na Libertadores. (E.C.)

Deixe uma resposta

Comentários