São Paulo empata e mantém ponta

Miranda ganhou a posição de titular na zaga tricolor
Miranda ganhou a posição de titular na zaga tricolor - FOTO: Divulgação/SPFC

O São Paulo manteve ontem a liderança do Grupo E da Copa Libertadores, mas deixou de ser 100%. Empatou por 0 a 0 com o Racing, em Buenos Aires, numa partida em que o time teve dificuldade de impor seu jogo e demonstrou cansaço. Após três rodadas, a equipe brasileira tem sete pontos na chave, contra cinco dos argentinos.

Ontem, o São Paulo apresentou problemas que não costuma ter sob o comando de Hernán Crespo. Errou passes em demasia e teve muita dificuldade para criar jogadas. O time deu sinais de cansaço em consequência da maratona de jogos. E a saída de Luciano e de Dani Alves no segundo tempo por sentirem dores musculares exemplifica bem a situação.

O jogo consolidou o experiente Miranda como titular na equipe de Crespo. Ele entrou no time contra o uruguaio Rentistas porque Léo estava suspenso, foi escalado no clássico contra o Corinthians pelo Paulistão e ontem foi mantido na equipe.

A primeira investida do São Paulo mostrou como a ofensividade dos alas é importante no time de Crespo. Reinaldo avançou pela esquerda e cruzou para Dani Alves, que estava na grande área mas chegou atrasado.

O Racing tinha preocupações defensivas, mas não abdicava de tentar o gol. E quase conseguiu aos 15 minutos. Após bola levantada na pequena área, os atacantes do time argentino fizeram tabela de cabeça, Pizatti tocou na direção de Sigali, que chutou. A bola bateu no travessão e bateu em cima da linha, para sorte do São Paulo.

A segunda etapa começou com os times cometendo muitas faltas, algumas bastante duras, a exemplo do que ocorreu no primeiro tempo. E o São Paulo, pelo menos, passou a tentar controlar a falta de paciência na construção das jogadas que caracterizou a atuação do time nos 48 minutos iniciais.

O Racing passou a pressionar com mais afinco e, como o jogo estava ríspido e o juiz distribuía vários cartões, Crespo optou por tirar Bruno Alves e Luan, que estavam "amarelados", para evitar o risco de expulsão. Não deu certo, porque William foi expulso menos de 10 minutos depois de entrar, num lance em que o juiz errou, pois o volante não atingiu o adversário como ele considerou. Com um a menos, o São Paulo tratou de segurar o empate. Graças a Volpi, que fez grande defesa aos 49 minutos, num lance cara a cara com Godoy. (E.C.)

Deixe uma resposta

Comentários