Auxiliar vê boa perspectiva na relação de Diniz com a base

Além de deixar o Santos com esperança de classificação para as oitavas de final da Copa Libertadores, a vitória sobre o Boca Juniors revelou, segundo Marcelo Fernandes, a possibilidade de um casamento perfeito entre o técnico Fernando Diniz, que fez sua estreia no comando do time, e o jovem elenco santista.

"Esses jogadores são de extrema valia. Tínhamos certeza que essa maré ia virar. Infelizmente tivemos os desfalques do Marinho e do Alison, mas a equipe é composta de grandes atletas. A chegada do Diniz agregou demais", disse o auxiliar técnico, que comandou o time após a expulsão de Diniz.

"Não é qualquer garoto que pega uma sequência dura dessa e dá conta do recado. O Santos sempre mostrou consistência na base, sempre preparou muito bem essa molecada, e na hora do vamos ver eles não pipocam. Era um jogo de muita vontade, e os jogadores entenderam perfeitamente. O Diniz deu uma força a mais para sermos mais fortes do que vínhamos sendo. O importante é o Santos que ganha com isso", disse Marcelo, que prevê bons resultados para o time na temporada.

Eliminado no Paulistão, o Santos vai concentrar todas as suas atenções na competição continental. O time volta a campo na próxima terça-feira para enfrentar o The Strongest, na Bolívia. O Boca Juniors receberá o Barcelona (EQU) na Argentina no dia 20. Na última rodada, o time de Diniz, que estreou com vitória e expulsão, joga em Guayaquil, contra o Barcelona.

O time equatoriano é o líder do grupo, com nove pontos, enquanto Santos e Boca Juniors somam seis pontos cada. O The Strongest acumula três. (E.C.)

Deixe uma resposta

Comentários