São Paulo revê o 4 de Julho para evitar vexame da ida

Com titulares, o São Paulo quer espantar a zebra e evitar uma eliminação precoce que seria considerada um vexame na Copa do Brasil. Hoje, no Morumbi, às 19 horas, o time tricolor volta a enfrentar o 4 de Julho e, como foi derrotado pelo modesto rival do Piauí há uma semana, precisa da vitória por dois gols de diferença para avançar às oitavas de final do torneio do qual nunca foi campeão.

O São Paulo levou 3 a 2 do 4 de Julho no Piauí semana passada. Como não existe mais gol qualificado, tem de vencer por ao menos dois gols de saldo. Se triunfar por um, a vaga será definida nos pênaltis. A equipe do Piauí joga pelo empate para conseguir uma classificação, que seria histórica.

O risco de eliminação deve fazer Hernán Crespo escalar titulares para o compromisso decisivo, algo que não fizera há uma semana. Depois de ter apresentado sintomas de gripe, o treinador testou negativo para Covid-19 e voltará a comandar a equipe. O argentino não dirigiu o São Paulo na derrota para o Atlético-GO, sendo substituído pelo auxiliar Juan Branda.

"Estamos com muita vontade de reverter o resultado", disse o auxiliar, que, com Crespo e os outros membros da comissão técnica, têm dado ênfase aos trabalhos na bola parada defensiva, ponto fraco da equipe nos últimos jogos e determinante para os reveses recentes.

Crespo não terá Benítez e Daniel Alves, que continuam em tratamento de suas lesões, Liziero, na seleção brasileira olímpica, e Arboleda, que defende a seleção do Equador nas Eliminatórias. Em recuperação de um edema na coxa, o volante Luan ficou fora do último treino no CT da Barra Funda e a tendência é de que também não jogue.

O melhor que o técnico argentino tem à disposição é algo próximo da escalação que mandou a campo no revés por 2 a 0 para o Atlético-GO, no último sábado. O atacante Eder, um dos poucos destaques na derrota para o 4 de Julho, pede passagem e pode ser titular ao lado de Luciano. Ele disputa posição com Rojas. Pablo deve continuar no banco. (E.C.)

Deixe uma resposta

Comentários