Lucas Lima é afastado após flagra em festa clandestina

O Palmeiras decidiu afastar o meia Lucas Lima, acusado por torcedores de ter participado de uma festa clandestina em São Paulo na madrugada de sexta-feira. O clube comunicou horas depois de o caso vir à tona que o jogador ficará afastado das atividades "pelo prazo que o departamento de futebol entender necessário".

Em comunicado, o Palmeiras prometeu tomar "as medidas administrativas cabíveis, como sempre fez em casos de quebra de protocolo de saúde". O clube deve aplicar uma multa no jogador e existe uma pressão interna para que a diretoria tente emprestá-lo para outra equipe. Uma possível venda é pouco provável já que não há propostas.

Lucas Lima foi interceptado por membros de uma torcida organizada do time alviverde, que o xingaram e pediram a sua saída. O incidente foi filmado e amplamente divulgado nas redes sociais. Jogador e torcedores não estavam usando máscaras no momento da confusão.

A assessoria de imprensa de Lucas Lima alegou que o atleta não estava em uma festa clandestina, e sim jantando com um amigo. O episódio ocorreu na região de Pinheiros, em São Paulo.

Nesta semana, em Assunção, no Paraguai, o jogador recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Os imunizantes do laboratório chinês Sinovac foram ofertados pela Conmebol. No último final de semana, dois funcionários do clube morreram por Covid-19: o podólogo Edson Silva e o segurança Cristiano de Oliveira. O clube fez homenagens póstumas aos dois. (E.C.)

Deixe uma resposta

Comentários