São Paulo reencontra Diniz e busca 1ª vitória no Brasileirão

Diniz dirigiu o São Paulo até fevereiro deste ano e agora reencontra antiga equipe
Diniz dirigiu o São Paulo até fevereiro deste ano e agora reencontra antiga equipe - FOTO: Divulgação/Santos FC

Depois de quatro partidas sem vencer, o São Paulo busca hoje sua primeira vitória no Brasileirão, às 18h15, diante do Santos, que é dirigido por um nome conhecido dos são-paulinos: Fernando Diniz. Será a primeira vez que o treinador enfrentará o rival desde sua saída do Morumbi, em fevereiro deste ano.

Embora tenha acumulado eliminações dolorosas, como a semifinal da Copa do Brasil, e a perda do título brasileiro depois de liderar boa parte da competição, o treinador deixou conceitos táticos aproveitados pelo sucessor Hernán Crespo. Entre eles estão a saída de bola com os zagueiros e a ofensividade. O argentino tornou o time mais sólido na defesa, continuou apostando nos jovens e encerrou o jejum de títulos com a conquista do Paulistão.

"(Amizade) faz parte do futebol. Farei tudo o que for possível pelos objetivos do Santos. Será bom rever muitos amigos que fiz no São Paulo, mas meu interesse único e exclusivo é fazer meu melhor pelo Santos", afirmou Diniz após a derrota para o Fluminense por 1 a 0, no Maracanã.

Crespo busca reencontrar as melhores atuações da equipe. No Brasileirão, o time anotou apenas um gol em quatro jogos e, por isso, a equipe chega pressionada à Vila Belmiro.

Os desfalques estão pesando nos últimos jogos. Entre convocações, suspensões e contusões, são seis titulares fora. A grande expectativa é pelo retorno de Matías Benítez. O argentino está em fase final de recuperação de um estiramento na coxa esquerda, treinou durante a semana e deve pelo menos ficar no banco de reservas. Ele está fora desde a primeira final do Paulistão, contra o Palmeiras, e o time tem sentido falta de sua lucidez e criatividade do meio para a frente.

A boa notícia no início ruim no Brasileirão é o desempenho do recém-contratado Emiliano Rigoni. Em seus quatro primeiros jogos, o argentino fez um gol e deu duas assistências. Na defesa, Crespo ensaia o retorno do esquema com três zagueiros, mantendo Reinaldo ao lado de Bruno Alves e Diego Costa. Miranda está fora e só deve ficar novamente à disposição em três semanas.

O início do trabalho de Diniz no Santos ainda é irregular. No Brasileirão, a equipe soma uma vitória, um empate e duas derrotas. Na Libertadores, onde o time também foi dirigido por Ariel Holand, que pediu demissão antes da chegada de Diniz, a campanha parou na fase de grupos.

Para o zagueiro Luiz Felipe, Diniz já começa a imprimir suas principais características no jeito de jogar do time. "Estamos evoluindo na saída de jogo desde a defesa. Quando corremos esse 'risco', é justamente para atrair o adversário e a gente conseguir buscar o gol", explicou.

Com a suspensão de Alison pelo terceiro cartão amarelo, Camacho deve ser titular pela primeira vez. Por outro lado, Luan Peres volta após cumprir suspensão.

Deixe uma resposta

Comentários