Com baixas e pressionado, Santos desafia vice-líder Athletico-PR

João Paulo segue na meta do Santos no lugar de John, que está contundido
João Paulo segue na meta do Santos no lugar de John, que está contundido - FOTO: Ivan Storti/Santos FC

O Santos tem retrospecto ruim em duelos contra adversários que brigam na parte de baixo da tabela neste Brasileirão, mas já desbancou rivais que estão no pelotão da frente. É com esse pensamento que enfrenta hoje o vice-líder Athletico-PR, às 19h30, na Vila Belmiro, em duelo que abre a décima rodada da competição.

No Brasileirão, o Santos vem de revés para o América-MG e empatou com Sport e Grêmio, todos times que estão na parte inferior da tabela. Por outro lado, derrotou o Atlético-MG, atual quarto colocado, e, embora o São Paulo esteja na zona de rebaixamento, dá para dizer que venceu um rival forte ao superar o time tricolor no clássico disputado na quinta rodada.

A ideia do Santos, portanto, é tentar reduzir a oscilação no torneio e ampliar o bom retrospecto diante de rivais importantes, caso do Athletico-PR, que faz uma campanha quase irretocável e aparece na vice-liderança, com 19 pontos e um jogo a menos que a maioria de seus concorrentes. Hoje, o time de Fernando Diniz soma 12 pontos e ocupa o 11º lugar. São três vitórias, três empates e três derrotas.

Diniz, aliás, está suspenso e não verá seus comandados de perto. Ele dará lugar ao auxiliar Márcio Araújo na área técnica. Em campo, a equipe também tem baixas e vai jogar com mudanças.

Felipe Jonatan foi diagnosticado com uma lesão de grau 1 na coxa direita, John e Alison, com problemas no joelho, continuam em transição física e Pará está suspenso. Em fim de contrato, Kaio Jorge mais uma vez não vai jogar, bem como Luan Peres, que tem acordo encaminhado para se transferir ao Olympique de Marselha, da França.

A saída iminente de Luan Pares irritou Diniz, que disse ser "absolutamente contra" a negociação. O zagueiro é um dos principais jogadores do elenco e já tem 90 jogos pelo clube. "Era uma coisa clara que a gente precisava reforçar um pouco o time e não perder jogadores, ainda mais um jogador do tamanho que o Luan Peres tem no Santos hoje. Tem carisma da torcida, joga bem todos os jogos, tinha uma sintonia fina comigo", explicou o treinador.

Já o surpreendente Athletico-PR terá força máxima para o duelo. No entanto, o técnico António Oliveira não descartou a possibilidade de poupar alguns jogadores mais desgastados, casos do zagueiro Thiago Heleno e do lateral Abner Vinícius.

O treinador também não contará com o zagueiro Lucas Halter, mas este só retornará em 2022 por conta de uma grave lesão. Vale lembrar também que Abner Vinícius e o goleiro Santos se juntarão, logo após o confronto, à seleção olímpica visando os Jogos Olímpicos de Tóquio.

"O nosso objetivo é claro e não vamos fugir dele. Disputar um jogo em um lugar que eu conheço bem. É nisso que vamos nos focar. Já estamos pensando totalmente no duelo e criaremos uma estratégia para enfrentar um adversário poderoso", analisou o comandante.

Deixe uma resposta

Comentários