Palmeiras entra forte para garantir vaga sem sustos

A fase não poderia ser melhor. Sete vitórias seguidas, liderança isolada no Campeonato Brasileiro e a necessidade de um simples empate em casa para seguir rumo às quartas de final da Copa Libertadores. Mas, mesmo com o "vento a favor", o técnico português Abel Ferreira cobrou rigor, disciplina e objetividade de seus comandados para o jogo de hoje, às 19h15, no estádio Allianz Parque, em São Paulo, quando decide a sua permanência no torneio sul-americano diante da Universidad Católica, do Chile.

A missão já foi facilitada pelo resultado conquistado na partida de ida, quando o time paulista venceu os chilenos por 1 a 0. Como o gol marcado na casa do adversário é critério de desempate, o Palmeiras só dá adeus ao torneio no caso de derrota a partir de 2 a 1. Um triunfo da Universidad Católica pela contagem mínima leva a vaga para os pênaltis.

Para Abel Ferreira, o bom momento da equipe não chega a ser surpresa. E a missão da comissão técnica, e também do elenco, é fazer esse período de bonança perdurar. "Isso é fruto de um trabalho do clube, da equipe técnica e também dos jogadores. Temos de manter a crença, a disciplina e o rigor dentro de campo É esse grau de exigência que devemos refletir nas partidas", afirmou.

A boa fase permite alternância no time titular diante do calendário apertado ajudando a preservar atletas. "Todos já perceberam que temos uma equipe competitiva. Minha intenção sempre foi ter dois jogadores do mesmo nível por posição", comentou. (E.C.)

Deixe uma resposta

Comentários