Surfe: Brasil avança no México com Medina, Deivid, Ítalo e Herdy

Surfe: Brasil avança no México com Medina, Deivid, Ítalo e Herdy
Surfe: Brasil avança no México com Medina, Deivid, Ítalo e Herdy FOTO:

O Brasil tem quatro surfistas classificados às quartas de final do Aberto do México, última etapa da temporada regular do circuito mundial, após o cancelamento da última fase no Taiti, em decorrência da pademia de covid-19. Gabriel Medina, Deivid Silva, Ítalo Ferreira e Mateus Herdy venceram os respectivos confrontos pelas oitavas de final, disputados na tarde desta quarta-feira (12) na praia de Barra de La Cruz, em Oaxaca. A definição das vagas às semifinais ocorre ainda esta noite. 


Terceiro dia do #CoronaOpenMexico está ON! Assista ao vivo no https://t.co/hRoBt09QSY, em nosso app ou no Youtube. pic.twitter.com/f6z7Q5WniC

— WSL Brasil ???????? (@WSLBrasil) August 12, 2021


O primeiro a se garantir nas quartas foi Medina. Atual líder do circuito, o bicampeão mundial venceu o australiano Ethan Ewing por um equilibrado 13,60 a 13,20 no somatório das notas, ganhando o duelo na sexta e penúltima onda, quando obteve um 7,43, maior nota da disputa, suficiente para colocá-lo à frente do rival.

Na disputa seguinte, Deivid, também conhecido pelo apelido de DVD, não deu chance ao norte-americano Kolohe Andino, liderando a bateria desde as primeiras ondas e vencendo por 13,44 a 9,67. Nas quartas, ele terá Medina como adversário por um lugar na semifinal.

Na sétima bateria, Ítalo teve pela frente o norte-americano Kelly Slater, dono de 11 títulos mundiais. Atual campeão do circuito e ouro na Olimpíada de Tóquio (Japão), o brasileiro iniciou o confronto com um 7,00 e o concluiu com um 7,50, mantendo-se sempre na dianteira, totalizando 14,50 de nota. Slater demorou a engrenar e esboçou reação nas ondas finais, mas a somatória de 12,57 foi insuficiente.

A última disputa das oitavas envolveu dois brasileiros, com Herdy levando a melhor sobre Jadson André por 13,34 a 9,84, graças a um ótimo 8,17 que recebeu logo na primeira onda da bateria. Na próxima fase, ele estará novamente diante de Ítalo, a quem chegou a superar na primeira etapa no México - na ocasião, ambos avançaram diretamente à terceira fase.

Yago Dora teve a chance de ser o quinto representante brasileiro nas quartas, mas não superou Frederico Morais. O português comandou a sexta bateria desde a primeira onda, quando cravou um 7,50. Na quarta tentativa, obteve um 7,93, deixando a missão de Yago mais complicada. No fim, vitória do europeu por 15,43 a 12,26.


The Women's Quarterfinals are ON!

Watch the Corona Open Mexico, https://t.co/[email protected] @Quiksilver pic.twitter.com/vuRmeLmqVr

— World Surf League (@wsl) August 12, 2021


Mais cedo nesta quarta, Tatiana Weston-Webb se classificou às quartas de final da disputa feminina ao derrotar a norte-americana Sage Erickson. A também brasileira Silvan