Com título do Ituano, LBF chega a seis campeões diferentes em dez anos

A Liga de Basquete Feminino (LBF) conheceu, neste fim de semana, o sexto campeão diferente em dez temporadas. A vitória por 85 a 79 sobre o Blumenau-SC, no ginásio Galegão, em Blumenau (SC), no domingo (22), incluiu o Ituano-SP na lista, que também reúne Santo André-SP (2011), Sport Recife-PE (2013), Sampaio Corrêa-MA (2016 e 2019), Vera Cruz Campinas-SP (2018) e Americana-SP, este dono de quatro títulos (2012, 2014, 2015 e 2017), sendo o último em parceria com o Corinthians.

O Galo de Itu (SP) havia vencido os dois jogos anteriores do confronto, ambos em casa, precisando de só mais um triunfo para sacramentar o título. O Blumenau precisava ganhar para forçar o quarto duelo, novamente em casa, no qual teria a chance de empatar a final, disputada em melhor de cinco encontros.

As catarinenses foram bem superiores no primeiro quarto, abrindo 21 a 5 nos sete minutos iniciais e fechando a parcial 14 pontos à frente. As paulistas reagiram nos dez minutos que antecederam o intervalo, levando o quarto por 25 a 20 e reduzindo a diferença para nove pontos.

A vantagem das anfitriãs caiu mais um pouco (sete pontos) no terceiro período, com a armadora Patty (eleita a melhor jogadora das finais e cestinha da partida) anotando 11 dos 24 pontos que fez no jogo. No último quarto, enfim, o Ituano foi letal. O time rubro-negro cravou 30 pontos, contra 17 do Blumenau, tomando a dianteira no placar e confirmando o título inédito.

Além de Patty, outro destaque das paulistas na decisão foi Erika. A experiente pivô, de 39 anos, foi responsável por um duplo-duplo, com 13 pontos e 14 rebotes, recebendo o troféu de melhor em quadra na partida. A veterana encerrou a competição com média de 11,69 bolas recuperadas por jogo, sendo a líder da estatística na temporada 2021 da LBF.

O título coroou o time de melhor campanha na primeira fase, onde venceu dez partidas e perdeu somente quatro, superando o Sesi Araraquara-SP, com quem ficou empatado na classificação, pelo confronto direto. No mata-mata, o Galo foi perfeito, eliminando BAX Catanduva-SP e Vera Cruz sem sofrer derrotas, repetindo a dose na decisão contra o Blumenau.