Esportes

Ketleyn Quadros é prata e Tamires Crude bronze em Grand Slam de Judô

Agência Brasil
04/06/2022 às 21:22
 Arquivo/Abelardo Mendes Jr/ rededoesporte.gov.br

Ketleyn Quadros, Brasil, Grand Slam de Jud.. Bras..lia 2019. - FOTO: Arquivo/Abelardo Mendes Jr/ rededoesporte.gov.br

O Brasil conquistou neste sábado (4) mais duas medalhas no Grand Slam de Judô em Tbilisi (Geórgia), ambas na categoria até 63 quilos. Medalhista olímpica na Olimpíada de Pequim (2008), a brasiliense Ketleyn Quadros faturou a prata após ser superada na final pela israelense Imbal Shemesh. Já Tamires Crude assegurou o bronze ao derrotar a alemã Nadja Bazysnk. Na última sexta (3), a carioca Rafaela Silva faturou o bronze, a primeira medalha do país na competição.

A competição prossegue neste domingo (5), a partir das 5h (horário de Brasília) com as lutas de Mayra Aguiar (até 78 kg), André Humberto (até 100 kg) e Juscelino Nascimento Júnior (acima de 100 kg). As finais estão previstas para as 10h, com transmissão ao vivo no site da Federação Internacional de Judô (IFJ, sigla em inglês). 

Para chegar à final, Ketleyn somou três vitórias seguidas: superou Zuhulmar Dashinkova (Turcomenistão) nas oitavas; bateu a norte-americana Hannah Martin na quartas, e na semi levou a melhor sobre a francesa Manon Deketer.  Na disputa do ouro, a brasileira deixou escapar a vitória no minuto final, ao lear um waza-ari da rival Imbal  Shemesh. 

Antes, a insraelense já havia derrotado Tamires Crude na semifinal, empurrando a brasileira para a disputa do bronze. Tamires estreou no Grand Slam da Geórgia com vitória sobre a tcheca Renta Zachova e depois derrotou húngara Brigitta Varga. Na luta pelo bronze, a brasileira venceu Nadja Bazysnk ao encaixar um ippon

 

Outros resultados

O Brasil teve ainda outros três representantes no tatame neste sábado (4): Julio César Koda (até 73 kg) e Vinícius Panini (81 kg)  foram eliminados nas oitavas de final, e Luana Carvalho (70 kg) terminou em sétimo lugar. 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News