Desmoralização ou reformas

olavo câmara
olavo câmara - FOTO: divulgação

Amar a Pátria Brasil ou destruí-la? Quando vão aprender a defender o Brasil? O oportunismo tomou conta e é contagiante e destruidor! Como modificar esta nação?

Bandidos atacam e assaltam, enquanto nas camadas superiores, há boa parte de autoridades malandras, interesseiras, corruptas e ladras. Por isso a nação está mergulhada no abismo. Quanto aos presidiários, eliminar as visitas íntimas, de parentes somente uma vez por mês e por dez minutos, criar condições e exigir que trabalhem. Colocar somente dois presos em cada cela. Eliminar os descontos de pena é uma exigência para a sociedade atual. Modificar a lei nº. 8666 (lei de licitação) que permite a corrupção e vantagens para empresários e autoridades. Eis aí quantas reformas são necessárias para modificar o país.

Os políticos detentores do poder desejam estas reformas? É óbvio que não! O que pensa boa parte da juventude? Ir embora desta nação e procurar abrigo em país mais civilizado após terminar a pandemia. Há política nacional para o combate do tráfico de drogas? Não há. Boa parte dos policiais está despreparada. Faltam policiais nos estados e municípios. Há inúmeros empresários, indústrias, bancos e investidores que deixaram o Brasil devido ao medo da bandidagem. O governo do Presidente Bolsonaro está tentando modificar a nação, mas precisa de muito mais apoio da população. Não bastassem os nossos problemas, há países europeus que desejam tomar a Amazônia devido as suas riquezas.

Neste momento a classe política está, com raras exceções, no nível zero. De nada adianta criar novos partidos, pois a estrutura de todos é igual, ou seja, estão submetidos à mesma lei. Que adianta ter dezenas de partidos políticos se a cultura, a legislação e o comportamento são iguais para todos. Jovens deste Brasil varonil estudem muito, trabalhem com honestidade e tornem os corruptos invisíveis.


Olavo Arruda Câmara é advogado, professor, mestre e doutor em Direito e Política.