Medida unilateral

A live reproduzida nas redes sociais do prefeito de Mogi das Cruzes, Caio Cunha (Pode), ao lado do secretário municipal de Saúde, Henrique Naufel, na noite segunda-feira passada, deve ser vista por todos os mogianos. Em tom de alerta máximo, quase fúnebre, as autoridades falaram sobre a atual situação da pandemia da Covid-19 no município, Alto Tietê e várias cidades do país - a mais dramática desde março do ano passado.

Por conta do avanço da doença, a Prefeitura de Mogi decreta, a partir de hoje, fase vermelha do Plano São Paulo, ou seja, restrição máxima do comércio. Além disso, as aulas presenciais estão suspensas nas escolas municipais, estaduais e particulares, assim como cultos em igrejas e funcionamento de óticas - o que não está incluso na fase vermelha original, segundo o Plano São Paulo do governo do Estado. O cerco fechou de vez.

A falta de leitos de UTI e enfermaria em hospitais públicos e particulares preocupa. Caio Cunha e Henrique Naufel se mostraram de mãos atadas a esta altura e reforçaram o uso de máscara e demais medidas de proteção, como o utilização contínua de álcool gel e distanciamento social. Depois de um ano do início da pandemia, houve um relaxamento natural por parte da população, que ocorreu de forma tão acelerada quanto ao desenvolvimento da nova cepa do coronavírus, ainda mais infecciosa. Quando a doença surgiu, houve pânico inicial, mas pouca conscientização. Resultado disso é o cenário atual, com recordes negativos diários em mortes, internações e casos confirmados. Desta vez, a doença também atinge cada vez mais o público mais jovem.

Na semana passada, foi decretado o toque de restrição pelo governo estadual, que vem sendo muito criticado, pois a diminuição no período de funcionamento dos serviços gera ainda mais aglomeração. A medida populista apenas passa a impressão de isolamento social, mas na prática, não vem funcionando.

Desde a semana passada, esse espaço do jornal vem repetindo insistentemente que medidas mais rígidas deveriam ser tomadas. E, ontem, de fato, foram. A pandemia não terminará nesta decisão, mas talvez, seja um bom começo. Vamos torcer.