Temos vagas

Ainda estamos longe de recuperar, mesmo que pequeno, o crescimento econômico que experimentávamos no começo de 2020. A entrada de um novo ano, pós-festas e com comércio ainda aquecido, sempre traz um gás para cada novo ciclo de 365 dias. Esse novo início, porém, foi ofuscado pelo coronavírus (Covid-19), que em março atingiu em cheio o Alto Tietê, e o resultado disso tudo, passados mais de um ano, são mais de 4 mil mortes em decorrência da doença.

A morte é o evento final, do qual não há mais nada a ser feito, mas isso todo mundo já sabe. Ocorre que a freada no crescimento por causa da pandemia ainda tem volta, porém muitos se esquecem disso. Trocando em miúdos: a vida ainda é mais importante.

A boa notícia no meio dessa turbulência toda é que, por mais que tudo ainda esteja muito difícil, as vagas de emprego começam a aparecer na região. Toda semana o Grupo Mogi News publica as oportunidades de trabalho que as cidades, por meio dos Postos de Atendimento ao Trabalhador (PATs), ou outros órgãos municipais de cada Prefeitura, divulgam. Estamos distantes de liquidar o déficit de emprego, mas o fato de manter as vagas de trabalho disponíveis, já é um alento.

Durante o ano passado, no auge do medo, as oportunidades de emprego minguaram e postos de trabalho foram fechados, resultando no avanço do desemprego, ao menos no que diz respeito ao emprego com carteira assinada. Neste ano, no auge de doença, o movimento é inverso, os postos de trabalho voltaram a ser criados e o desemprego parece dar uma trégua.

Quando o governo federal divulgar os novos dados do Cadastro de Empregados e Desempregados (Caged), que pode ser neste final de mês ou em junho, poderemos ter a confirmação do avanço do emprego formal.

Não nos enganemos, a vida ainda é mais importante do que a economia, e esperamos que continue assim, mas o fato de ver uma reação, por menor que seja, mostra que poderemos sair desse buraco e tudo depende da vacinação, do surgimento de um remédio para combater o vírus e do respeito entre as pessoas.