O Deus que sorri - II

Mauro Jordão
Mauro Jordão - FOTO: 00001

Uma palavra, uma frase pode ter poder transformador na vida de alguém ou mesmo influenciar o pensamento de uma multidão, porém, o toque, além de verbal, pode ser físico e demonstra mais intimidade com a pessoa com a qual se comunica. Numa diplomação de fisioterapeutas o orador, realçando a importância da profissão daqueles formandos, disse: "Quem toca a pele toca a alma". Desde um aperto de mão até o toque em qualquer parte do corpo, conforme a circunstância, é vital para o ser humano, o contato, o toque, a proximidade, a carícia.

Temos assistido na mídia aglomerações em manifestos, festas e baladas punks que desrespeitam a ordem de distanciamento, o que não é recomendável durante uma epidemia, no entanto, sendo humanos somos instintivamente seres sociais que se buscam tocar mutuamente, se entende que é um meio de fuga da solidão e da depressão. Quanto mais civilizados, mais assépticos, mais distantes e mais frios em nossos relacionamentos.

Galgamos o top do conhecimento em Ciência e Tecnologia, mas gradualmente estamos perdendo o sentimento de amor ao próximo e de respeito à vida, caminhando a passos largos em tantas direções destrutivas, e daí tão fácil foi inventar os robôs.

A dona de uma barraca na feira, entrevistada, disse: "A vida anda tão agitada e apressada que eu não tenho tempo para sorrir". Pior é que essa pressa toda nos faz empurrar o ponteiro do relógio encurtando o dia em vez de segurá-lo com sabedoria, alongando o tempo para dividi-lo com tarefas agradáveis feitas por um rosto feliz e sorridente.

Além do toque humano, podemos ter o toque divino que nos dá o caminho mais excelente do amor ágape, do Deus que sorrindo nos faz sorrir ao enxugar dos nossos olhos toda lágrima do sofrimento. Ele nos ama e nós O amamos. Elvis Presley, na canção gospel "Tocou-me", faz ecoar em nosso coração o indescritível amor do Deus que sorri: "Tocou-me, Jesus, tocou-me!/ De paz encheu meu coração/ Quando o Senhor Jesus me tocou/ Livrou-me da escuridão".