Saúde Funcional

luiz
luiz - FOTO: divulgação

Alguns de vocês já devem ter visto bebês com poucos meses de vida com a cabecinha inclinada para um dos lados, sem mudar de posição. Fiquem atentos, pode ser sinal de um problema de disfunção muscular pouco conhecido, mas que corre o risco de se tornar bem sério se não for tratado: o torcicolo congênito.

Saber a causa exata do torcicolo congênito ainda é um desafio para ciência, mas existem algumas hipóteses: hereditariedade, mau posicionamento do bebê dentro do útero e interrupção do fluxo sanguíneo no esternocleidomastoideo, espaço intrauterino reduzido pode gerar encurtamento do músculo limitando seus movimentos, é possível em alguns casos, o torcicolo congênito ser causado por um problema ósseo na porção cervical da coluna vertebral, nesses casos a situação é mais complicada.

Estudos indicam que o torcicolo congênito ocorre com mais frequência na primeira gestação. O que se deve observar com maior atenção é a inclinação lateral persistente da cabecinha da criança.

O tratamento deve ser realizado o mais precocemente possível. Na maioria dos casos, quando iniciado cedo, o tratamento com um profissional fisioterapeuta o resultado é visível. É importante iniciar o quanto antes para evitar uma cirurgia de alongamento do músculo esternocleidomastoideo, que só será indicada pelo ortopedista em casos de acentuada restrição da mobilidade do pescoço e assimetria facial. Geralmente só é feita quando a criança atinge a idade de cinco anos.

A participação dos pais também é essencial para a eficácia do tratamento, corrigindo o posicionamento da cabecinha na hora do sono e da amamentação, por exemplo. Eles também podem fazer alongamentos e aplicação de calor superficial no músculo comprometido.

No caso do tratamento com o fisioterapeuta, a quantidade e a frequência dos atendimentos serão decididas pelo profissional de acordo com a evolução do paciente. Se o torcicolo não for tratado e corrigido, a deformação que ele acarreta pode acompanhar a criança por toda a vida e será cada vez mais difícil de ser revertida.