Frio alarmante

A chegada das temperaturas mais baixas sempre foi um problema para uma parcela considerável da população e para a agricultura, mesmo se tratando de um cenário como o Brasil, com clima tropical. Neste ano, contudo, a situação é ainda pior por conta da queda na renda causada pela pandemia da Covid-19. Pior até do que no ano passado, pois de um ano para cá, muitas famílias que já tinham dificuldades financeiras encontram-se em situação ainda pior.

Ao longo desta semana, as baixas temperaturas chegaram aos 5º nas cidades da região, e a expectativa é de frio nos próximos dias, segundo informações do Climatempo. Assim, faz-se necessário ampliar as campanhas de agasalho, ativas de forma permanente nos municípios por meio dos fundos sociais de solidariedade.

O Movimento Estadual dos Moradores em Situação de Rua afirmou que sete moradores de rua morreram na cidade de São Paulo entre esta terça e quarta-feira. Segundo o movimento, quatro dessas mortes ocorreram na madrugada de quarta, a mais fria dos últimos cinco anos. Vários pontos do Alto Tietê, onde geralmente as temperaturas se encontram 1º ou 2º mais baixas do que na capital, o problema merece ainda mais atenção.

Diante desse quadro alarmante, o governo de São Paulo anunciou que vai distribuir 25 mil cobertores e 25 mil sacos térmicos de dormir para moradores de rua da capital graças a uma doação da iniciativa privada de R$ 2,5 milhões. O anúncio foi feito pelo governador João Doria (PSDB) em coletiva de imprensa. Já no Alto Tietê, pedimos atenção e planejamento por parte das prefeituras municipais.

Condições climáticas adversas também afetam a produção rural e, para evitar prejuízos, os produtores precisam tomar cuidados extras com os alimentos cultivados e animais de cativeiro. No caso dos produtos, a grande vilã pode não ser necessariamente a temperatura mais fria, mas sim, a geada, que queima folhas e traz prejuízos aos trabalhadores e, logo, ao consumidor, que pode ter de pagar mais pelos alimentos básicos. Tragédias e prejuízos aos agricultores e consumidores devem ser minimizadas.