Mogi aberta a sugestões

A Constituição Federal de 1988 garante ao cidadão o acesso aos dados públicos gerados e mantidos pelo governo. É direito de todos saber de onde vêm as receitas do Estado, como são gastos os impostos, o salário dos servidores etc. O mesmo ocorre na esfera legislativa, onde o dever de publicidade e transparência exige que as informações administrativas e legislativas estejam à disposição de forma fácil. Se com a ferramenta Portal da Transparência já é difícil ter a certeza sobre os gastos públicos, lembre-se que, quando ela não existia, há poucos anos, a situação era ainda pior.

A iniciativa da Prefeitura de Mogi em criar a plataforma eletrônica Participa Mogi, voltada para a interação da população com as demandas e a elaboração de políticas públicas, é interessante, nova e pode gerar um bom fluxo de informação entre população e Poder Público. A ideia vai de encontro com o que propôs insistentemente o prefeito eleito Caio Cunha (Pode) durante a campanha realizada no ano passado. A nova ferramenta online permitirá que moradores da cidade possam encaminhar diretamente ao Poder Executivo as principais demandas de sua comunidade, além do envio de reclamações e sugestões para ações nas diversas áreas como Saúde, Educação, Segurança Pública, Transporte, Geração de Emprego, dentre outras.

A ferramenta chega em bom momento. Em tempos de redes sociais, quando as pessoas adoram criticar, esbravejar, ou até encontrar soluções salvadoras para tudo no conforto de seu sofá, agora isso pode ser feito de forma bem mais efetiva, com o objetivo de ajudar a criar uma Mogi das Cruzes melhor. O Participa Mogi vai atrair aqueles que realmente têm boas ideias e querem contribuir.

A oportunidade para os munícipes participarem mais ativamente da vida pública de Mogi está lançada. Um dos motivos que fez com que Caio Cunha surpreendesse nas eleições do ano passado foi justamente a estratégia de envolver mais os mogianos nas decisões fundamentais para o futuro da cidade. Muitos votaram nele por isso, apostando na transparência. Trato feito. Agora, depende da população cobrar, elogiar e sugerir uma cidade cada vez melhor.