Aquecimento regional

O mercado de trabalho em Suzano e Mogi das Cruzes, ou pelo menos a oferta de trabalho, se mostrou aquecido neste primeiro semestre na comparação com os primeiros seis meses do ano passado. Se pelo menos esse dado não mostra quantas pessoas estão trabalhando ou conseguiram um novo emprego, ou até mesmo a criação de vagas de trabalho, mostra que as empresas voltaram a buscar mão de obra no mercado.

Em reportagem feita pelo Grupo Mogi News, foi possível descobrir que a divulgação de vagas de emprego em Mogi cresceu mais de 33% na comparação entre os dois períodos, passando de 1.555 para 2.085 oportunidades, ao passo que Suzano registrou um crescimento de 71%, indo de 902 vagas informadas para 1.543.

Este é mais um indicador de que a economia, de modo geral, está voltando aos eixos. É claro, ainda deve demorar mais de um ano, após o controle da pandemia, para que a situação comece a decolar. O interessante é que agora essas oportunidades se transformem em pessoas empregadas, o quanto antes.

Isso é um efeito cascata: com mais gente voltando a trabalhar, menos sobrecarrega o Estado com programas sociais criados nesta época de pandemia, como o Auxílio Emergencial. Dessa maneira, o poder público pode destinar recursos para outros setores que foram afetados pela pandemia. Este efeito cascata não é visto apenas naquele nicho comercial, o trabalhador que voltou para o mercado também vai gastar. É evidente que a primeira coisa que ele irá fazer é comprar o que mais necessita, mas, depois, quando conseguir equilibrar as contas, seus gastos vão englobar outros setores nem tão essenciais.

A economia funciona dessa forma, um segmento precisa pôr dinheiro para que outro possa se sustentar e gastar dinheiro em outro lugar. Esperamos que essas vagas sejam logo completadas para que as pessoas possam ter um emprego e caminhar com as próprias pernas. Mas antes que isso ocorra, o crescimento na oferta de vagas já é um bom sinal de recuperação, ainda que gradual, da economia do Alto Tietê e de outras cidades das muitas regiões do Estado e do Brasil.