Reflexos da pandemia

Como se não bastasse os reflexos no setor da Saúde, a pandemia da Covid-19 devastou praticamente todos os demais setores. Um dos que mais vem sofrendo é o comercial, que se manteve instável durante esses quase 18 meses, com várias restrições, fechamentos e a possibilidade de lockdown. As prefeituras do Alto Tietê fizeram o possível para minimizar as perdas dos comerciantes, mas medidas rígidas, como as citadas acima, precisaram ser tomadas, a fim de controlar o contágio do coronavírus.

Reuniões com secretários, vereadores e entidades comerciais traçaram estratégias que auxiliaram os comerciantes, como a liberação da Zona Azul aos consumidores para facilitar o drive-thru, a implantação de bolsões de drive-thru nas principais ruas dos centros comerciais em Mogi das Cruzes, a facilitação do pagamento das taxas municipais, inclusive tirando juros e multas e a solicitação aos órgãos competentes para que funcionários que realizam atendimento ao público façam para dos grupos de prioridade de vacinação. A maioria das medidas é paliativa, mas salvaram muitos negócios que estavam prestes a fechar, além de, claro, o auxílio emergencial que foi disponibilizado para o setor, como ocorreu, por exemplo, em Mogi das Cruzes.

Há muitos erros e acertos durante a pandemia, seja do poder público ou população. Um erro crasso das autoridades foi não conseguir um acordo junto às empresas de transporte público para evitar a lotação, o que não ocorreu, e passageiros continuam expremidos em trens, ônibus e metrô. Por parte da população, o ponto baixo são os cidadãos que não vêm colaborando.

Em todos os campos, sempre alguns precisam fazer o dobro para compensar aqueles que não colaboram. Então, o correto é não descuidar. Com a vacinação avançada, estamos no caminho certo. Os que não aprenderam por bem, os fizeram por mal, perdendo parentes e amigos, muitos pagaram até com a própria vida. Os que desconsideraram a pandemia e tiveram a sorte de sair ileso, aprenderam errado e, possivelmente, pagarão esse preço no futuro, quando a vida apresentar alguma outra situação que dependa do coletivo