Afinação das vozes

A integração, a empatia e o entendimento são as bases da espécie humana. A falta de um entendimento e um acordo nos colocam mais próximos de nossa extinção. Um exemplo flagrante dos efeitos nefastos da falta de diálogo está nas páginas dos jornais, que mostram as crises econômica, sanitária, política e estrutural pelas quais passam nosso país.

A experiência trazida pela pandemia do coronavírus no Alto Tietê nos aproximou enquanto comunidades. Ganhamos empatia sobre o sofrimento alheio e, embora ainda haja resistência pela adoção do uso de máscaras e medidas sanitárias em alguns pontos e contextos, houve uma adesão coletiva sobre o abraço a tais protocolos.

Durante a semana, o Grupo MogiNews/DAT apurou junto às cidades com maior população no Alto Tietê o andamento dos protocolos para retomada das aulas presenciais na rede municipal de ensino. Em que se pese a realidade, necessidades e alcance de cada município, é inevitável notar a "insularidade" dos discursos e das soluções apresentadas por cada Secretaria de Educação. Tais ações, embora justificadas do ponto de vista constitucional, mostram divisões incompatíveis com uma região em vias de conurbação, em ampla troca econômica, social e cultural.

A existência do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) pode e deve ser explorada para a unificação de ações no período da pandemia, tanto de curto prazo como a definição de, no mínimo, orientações comuns que beneficiam a todos os moradores da nossa região, como nas áreas de Saúde, Educação, Desenvolvimento Econômico, entre outros.

A professora Kátia Batista de Medeiros, coordenadora do curso de Pedagogia do Centro Universitário Brazcubas, ressaltou que as ações tomadas hoje refletirão pelas próximas décadas. Isto também inclui a formação profissional, desenvolvimento econômico, indicadores sociais e outros pontos. O Alto Tietê, que embora diversificado encontra-se cada vez mais unido geograficamente, pode e deve trabalhar junto para ações que serão benéficas hoje, amanhã e para as próximas décadas.