Mais emprego

Por apresenta caminhos e meios inteligentes e diferenciados de se ter o ganha pão, a palavra "Inovação" vem sendo muito utilizada, principalmente com a entrada da era da tecnologia, nas últimas décadas. Neste período de pandemia, a palavra ganhou ainda mais relevância. Aqueles que têm oportunidade estão revendo o modelo de negócio.

Mas, para a realização dos objetivos é preciso incentivo, principalmente em um país como o Brasil, onde empreender gera muita insegurança. O Sebrae é uma das ferramentas que oferece cursos profissionalizantes para quem pretende abrir o próprio negócio.

Existem aqueles, porém, que buscam um emprego sem pensar em empreender e também merecem igual atenção. Não é demérito não ser um empreendedor, embora muitos "especialistas" apresentem essa solução como única. Não é, e não deve ser assim. União, Estado e prefeituras têm o dever de buscar caminhos aos brasileiros desempregados. Os governos precisam ser parceiros da inovação, para que ela não seja utilizada apenas como uma forma de driblar as dificuldades. Ela deve partir de todos.

A Prefeitura de Mogi das Cruzes por exemplo, remodelou a plataforma de empregos. Com o nome Mogi Conecta, o serviço reúne ferramentas voltadas ao desenvolvimento do município. O Mogi Conecta é uma iniciativa que reúne todos os serviços para os empreendedores do município. A iniciativa une os serviços da Sala do Empreendedor, do programa Mogi Conecta Emprego, do Banco do Povo, do Polo Digital e da Escola de Empreendedorismo e Inovação. Essa será a saída para muitos mogianos neste momento delicado e de profunda crise política e na Saúde. Outras cidades, como Suzano, também buscam aprimorar a ferramenta voltada à oportunidade de inserção no mercado de trabalho.

Ou ações como essas são intensificadas em todo país ou, cada vez mais, o número de desempregados irá aumentar. Há poucos anos, ficávamos perplexos pelos 13 milhões de desempregados no Brasil. Hoje, são quase 14,5 milhões.

Vontade, a maioria do cidadão tem. Mas ele precisa de ajuda.