Editorial

Alerta ao câncer

29/09/2021 às 05:30
Atualizada em 29/09/2021 às 05:30.

O paciente com câncer deve tomar os mesmos cuidados sanitários em relação às demais pessoas para evitar o contágio da Covid-19, mas, com um importante diferencial: caso contraia, as chances de sobreviver poderão ser menores, a depender do grau da enfermidade e da carga viral do coronavírus. Quem convive com a doença ou desconfia que pode ter sido acometido, por meio de sintomas claros, sofre muita apreensão, pois se encaminhar para um hospital tem sido evitado por muitos nesse último ano.

A chegada da pandemia parece ter afastado mais as pessoas das unidades de saúde dos que das ruas, o que acaba escondendo muitos diagnósticos. A estimativa da Sociedade Brasileira de Patologia (SBP) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica (SBCO) é que entre 50 mil e 90 mil casos de câncer no Brasil ficaram sem diagnóstico nos dois primeiros meses de pandemia. Esses três ou quatro meses que o paciente está aguardando, com medo de ir ao hospital e contrair a Covid-19, podem ser definitivos no tratamento, já que alguns tumores evoluem de forma acelerada.

Campanhas para melhorar a auto-estima desse público já ocorrem há anos e servem também para conscientizar a população da importância da doação de cabelos para pacientes em tratamento de câncer. Mogi das Cruzes reabriu o banco de perucas do projeto Cabelegria. Mesmo com todas as restrições impostas para minimizar as chances de contágio do coronavírus, a retomada do projeto é fundamental, pois a auto-estima é um passo importante para a possível cura.

O banco de perucas atua em duas frentes: ele recebe mechas doadas ao projeto e também doa perucas para mulheres que perderam os cabelos em função de tratamento oncológico ou outras enfermidades, como alopécia. Enquanto os pacientes vivem este momento delicado em um cenário atípico, é preciso que os governos, apesar de todas as dificuldades, ofereçam assistência básica. E é bom se preparar para o futuro, pois os diagnósticos de câncer, quando a população já estiver vacinada, deverá ter um aumento significativo.

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Categorias
Entre em contato:

Reclamações ou sugestões:

redacao@portalnews.com.br

Comercial e parcerias:

contato@portalnews.com.br

© 2021 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News de Comunicação

Desenvolvido por

Distribuído por