Artigo

A Esperança: pela via da graça!

Raul Rodrigues
22/12/2021 às 05:30
Atualizada em 22/12/2021 às 05:30.
Daniel Carvalho

Daniel Carvalho

Quem jamais ouviu falar de um país tragado pelo caos em que seus cidadãos são ordeiros? Como ninguém ouviu falar de um país ordeiro em que seus cidadãos são indisciplinados? Se uma régua não for reta, não poderá ser usada para traçar um quadrado; se um compasso não estiver equilibrado, não se poderá fazer, com ele, um círculo. Ao se admitir o indivíduo como régua e o compasso o que ele faz, é impossível querer corrigir qualquer um deles.

A intervenção inesperada da graça desorganiza, esquemas de compreensão da vida e da ordem do mundo. A presença da graça codificada transforma a vida pela doçura, pela misericórdia e pela beleza, provocando aquela virtude, de todas a mais difícil: a esperança!

Nos limites dessa esperança, moralistas e estudiosos de hoje exaltam a cultura da antiguidade, mas não a colocam em prática: assim se referem a algo bom que não é praticado! Criticam a época atual, mas não a reformam em nada, e acabam fazendo o que criticam. Apesar disso, podem usar todo o seu poder e reflexão, sem que isso traga algum benefício para a ordem estabelecida. Podem, até, exaurir espírito e conhecimento, só que inútil para o clima presente. Artistas contemporâneos gostam de pintar fantasmas e duendes, mas não cães e cavalos. Por quê? Porque fantasmas e duendes não aparecem em todas as épocas e cães e cavalos podem ser vistos no cada dia.

Para sobreviver a esse perigo e sufocar eventuais desordens, nada pode ser feito, sem sabedoria. Fosse essa uma questão de ter precedentes, mesmo os ignorantes teriam habilidade mais que suficiente. Líderes, quando iluminados não propõem leis marotas ou inúteis, tampouco se dispõem a ouvir palavras desprovidas do mais reles significado!

O que nos faz sorrir, sob a vereda do que todos buscam? Uma harmonia que acalme a maior de todas as tentações espirituais desde sempre: a tentação do desespero! Criada, quase sempre à sombra da ignorância. Do beco sem saída!

Raul Rodrigues e engenheiro e ex-professor universitário

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Categorias
Entre em contato:

Reclamações ou sugestões:

redacao@portalnews.com.br

Comercial e parcerias:

contato@portalnews.com.br

© 2021 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News de Comunicação

Desenvolvido por

Distribuído por