Artigo

Saúde Funcional

Luiz Felipe da Guarda
28/01/2022 às 05:30
Atualizada em 28/01/2022 às 05:30.
divulgação

divulgação

Uma outra situação que vem trazendo preocupação no pós-Covid-19 são alguns casos de trombose pulmonar. Segundo resultados de vários estudos, a infecção parece aumentar o risco de formação de coágulos o que, consequentemente, pode provocar o aparecimento de complicações graves como trombose pulmonar ou trombose venosa. Conhecidas como tromboembolismo pulmonar, acontece quando um coágulo (trombo) entope um vaso do pulmão, impedindo a passagem de sangue e causando a morte progressiva da parte afetada.

Devido à dificuldade em respirar e às lesões, a quantidade de oxigênio no sangue diminui e os órgãos podem ser afetados.

O sintoma mais comum é a intensa sensação de falta de ar, que pode surgir de repente ou ir agravando ao longo do tempo. Existem ainda, outros sintomas como por exemplo, dor intensa no peito, respiração rápida, tosse com sangue, pele azulada, especialmente nos dedos e lábios, palpitações, vertigens.

A intensidade pode variar de acordo com o tamanho do coágulo e com a duração da trombose. Sempre que existir falta de ar, dor intensa no peito ou tosse com sangue é sempre muito importante ir ao hospital, para identificar a causa e iniciar o tratamento.

A trombose pulmonar geralmente é causada por um coágulo de sangue, ou trombo, que se desloca de outra parte do corpo até o pulmão, ficando preso e impedindo a passagem do sangue para uma parte do pulmão. Existem alguns fatores que aumentam o risco de ter coágulos e desenvolver este problema, podem ser eles um paciente com histórico de trombose venosa profunda ou um familiar com trombose pulmonar, fraturas em membros inferiores e quadril, problemas de coagulação, histórico de infarto, AVC/AVE, obesidade, alcoolismo, fumantes e sedentarismo.

Em casos mais raro também pode ser provocado por outras causas, como bolhas de ar, no caso de pneumotórax, ou na presença de fragmentos capazes de obstruir um vaso sanguíneo, como gotículas de gordura, por exemplo.

Doutor Luiz Felipe Da Guarda é fisioterapeuta e presidente da Comissão de Saúde do Lions Clube Mogi das Cruzes

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Categorias
Entre em contato:

Reclamações ou sugestões:

redacao@portalnews.com.br

Comercial e parcerias:

contato@portalnews.com.br

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News

Desenvolvido por

Distribuído por