Editorial

Volta às aulas

02/02/2022 às 05:30
Atualizada em 02/02/2022 às 05:30.

Hoje os estudantes da rede estadual de ensino voltam às aulas após as férias de final de ano, e isso ocorre, mais uma vez, durante a pandemia de coronavírus. Porém, diferente do ano passado, quando alunos e professores foram retornando aos poucos para os bancos escolares, o ano letivo começa apoiado pela vacinação.

Certamente o avanço da doença com a variante ômicron, vindo a galope, assusta a todos, mas não é semelhante ao inicio da pandemia ou quando ela parecia ter atingido o ápice, no meio do ano passado, com picos de internações e mortes lá em cima, porém a vacinação tem ajudado a diminuir, e bem, a quantidade de casos graves e até mesmo de óbitos.

Sendo assim, estudantes e educadores podem voltar mais tranquilo hoje, isso é ponto pacifico, mas ainda restam aqueles alunos, cujo os pais, por algum motivo sobrenatural talvez, não acreditam na vacinação. O Estado, como entidade jurídica, não pode impedir a matrícula dos estudantes, isso iria contra a regra de que toda a criança tem direito à educação, e uma decisão absurda dos pais, como não vacinar os filhos, não pode ser usada para declinar do cadastro em uma escola.

Quanto a isso não há o que fazer, está sacramentado, todavia, diferente das redes municipais, que não vão exigir documento que comprove a vacinação contra Covid para frequentar as aulas, o Palácio dos Bandeirantes já deixou claro que irá pedir o comprovante da imunização. Os pais terão um prazo de 60 dias para regularizar a situação, uma vez que o comprovante será cobrado durante o bimestre, mas caso isso não ocorra, a Secretaria da Educação promete acionar o Conselho Tutelar, o Ministério Público e as autoridades sanitárias.

Dificilmente um estudante será impedido de frequentar a escola, seja estadual ou municipal, porém, essa situação vai dar tanta dor de cabeça, se for levada a cabo mesmo. Não vale a pena deixar a criança passar por tudo isso e, ainda por cima, ser apontada pelos colegas como uma antivacina, sim, pois, os pais podem não ligar, mas elas ligam, já que o círculo de amizades começa a se formar agora. Seria o fim da picada.

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Categorias
Entre em contato:

Reclamações ou sugestões:

redacao@portalnews.com.br

Comercial e parcerias:

contato@portalnews.com.br

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News