Editorial

Gangorra criminal

26/02/2022 às 05:30
Atualizada em 26/02/2022 às 05:30.

Se por um lado noticiamos que os casos de mortes no trânsito tiveram queda no Alto Tietê para este começo de ano, não podemos dizer o mesmo para os casos de furto e roubo nas dez cidades do bloco regional. Nos dados divulgados ontem pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), houve um aumento superior a 2% neste mês de janeiro em relação a janeiro passado, passando de 706 casos para 723.

Da mesma maneira que a diminuição das mortes nas ruas da região nos trazem algum alívio, por menor que seja essa redução, o simples aumento de 2,4% nos crimes nos preocupam, afinal são 17 pessoas a mais que sofreram com a violência ou a perda de bens a mais em janeiro deste ano do que no começo de 2021. Por outro lado, a quantidade de homicídios apresentou queda acima dos 20%.

O aumento nos crimes entra em tudo o que já foi tratado aqui durante esta semana que está acabando: a qualidade no ensino e a segurança dentro das escolas. É um erro acreditar que política de segurança pública deva estar atrelada somente ao efetivo policial, entre polícias militares, civis e guardas metropolitanos, ainda mais com a compra de equipamentos mais sofisticados, sim, é claro que ajuda, um policial mais bem preparado e com equipamentos de ponta consegue prestar um serviço melhor à população, mas não devemos ficar somente nisso.

A melhoria da qualidade de vida das pessoas com oferta de emprego, educação de qualidade, moradia digna, espaço de lazer, boa iluminação, acesso a bons serviços, tudo isso é política de segurança pública e contribui para a queda efetiva da criminalidade. Países mais desenvolvidos do que o Brasil experimentam um alto nível educacional e baixa incidência criminal. Há locais, como os Países Baixos, antigamente conhecido como Holanda, que desfrutam de uma boa educação e prática criminal baixa, se dando o luxo de fechar penitenciárias.

O crime faz parte da vida em sociedade, é utopia acreditar que ele vai zerar, mas há muitas coisas boas para serem feitas para ajudar a diminuir. Enquanto algo efetivo não for feito de verdade, esses índices criminais vão continua nessa gangorra de sobe e desce.

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Categorias
Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News