Artigo

Omissão

Cedric Darwin
03/03/2022 às 05:30
Atualizada em 03/03/2022 às 05:30.
divulgação

Cedric Darwin - FOTO: divulgação

A invasão militar da Ucrânia pela Rússia chocou o mundo. Os EUA alertavam que a invasão era iminente e se concretizou. Com um poderio bélico superior, a Rússia dominou rapidamente o espaço aéreo e avança com suas tropas por terra. As imagens são aterradoras, corpos dilacerados de lado a lado, famílias separadas, cidades destruídas, jovens soldados perdendo a vida por nada e centenas de civis morrendo.

Uma guerra desnecessária, pois a Ucrânia não era, nem é, nenhuma ameaça militar à Rússia, nada justifica a invasão e o uso da força por Putin. Nada justifica a omissão de nosso presidente em não ser contundente contra o uso da força. Pelo contrário, sua viagem oficial, poucos dias antes da invasão e nenhum pronunciamento contra a guerra revela de que lado ele está, do lado errado.

O Brasil não tem nenhum poderio bélico para intervir, e também aqui no Brasil, no caso de alguma potência decidir invadir nosso território. Mas não usar nem a própria voz contra uma guerra revela uma omissão que nos poderá ser cara.

Uma guerra consome bilhões em recursos, manter as tropas, municia-las e repor seus equipamentos que custam milhares não é tarefa fácil nem barata. As sanções econômicas da Europa e dos EUA já surtem efeito e a economia russa em breve entrará em colapso. Putin não poder fazer o que quer por deter algumas ogivas nucleares. As disputas não são mais vencidas nos campos de batalha, mas na tecnologia e principalmente no poderio econômico.

O estrangulamento, não só da economia russa como dos bilionários russos, não só são necessários como é o dever de qualquer país civilizado, não como meio de destruição, mas como meio de paralização da barbárie. Se a Rússia quer se impor pela força da baioneta o mundo civilizado vai continuar atingindo o ponto fraco de toda nação: o bolso. Que as sanções e o isolamento econômico e comercial sejam cada vez maiores e atinjam não apenas a Rússia, mas todas as nações que a apoiam nesse ataque contra a Ucrânia. Que essa tragédia acabe logo e que pessoas com Putin, suas guerras e quem as apoia, mesmo por omissão, não sejam mais tolerados.

Cedric Darwin é mestre em Direito e advogado

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Categorias
Entre em contato:

(11) 4735-8000
editor@moginews.com.br
editor@jornaldat.com.br
aline.portalnews@moginews.com.br

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News