Editorial

Impraticável

03/03/2022 às 05:30
Atualizada em 03/03/2022 às 05:30.

O brasileiro está cansado de saber que os preços, mesmo daqueles produtos mais básicos, estão quase impraticáveis. De uns tempos para cá, quando começou a pandemia de coronavírus (Covid-19) e com a omissão das políticas públicas para trabalhar melhor os preços e a inflação, os valores só fazem subir.

Um desses produtos, e que acaba impactando na maioria dos demais itens, uma vez que quase tudo funciona como uma cadeia produtiva, é a gasolina e os demais combustíveis. Sem eles, que abastecem os veículos para escoar a produção, a maioria das coisas que compramos no supermercado não estaria lá. O trajeto desses produtos, feito em larga escala por caminhões e vans, barateiam o seu custo para o consumidor final. Mas, com os preços dos combustíveis lá em cima, mesmo o transporte a granel, sofre com o valor deste insumo. Um entrevistado da nossa reportagem, proprietário de um posto no bairro Alto do Ipiranga, em Mogi das Cruzes, informou que o preço subiu muito nos últimos meses ao ponto de haver queda de consumidores, isso porque estamos falando de um produto básico, utilizado todos os dias.

Alguns pontos ajudam a população a não sofrer tanto com os preços, que é a possibilidade do trabalho remoto. É claro que não é todo mundo que pode fazer isso, somente nos trabalhos onde a presença do funcionário não seja fundamental ao serviço, no entanto, os casos devem ser analisados um por um entre colaboradores e empresas.

Voltando ao preço dos combustíveis, o problema é que, além da inflação, o valor acompanha o dólar, e se o dólar sobe, a gasolina, o diesel e o etanol (sim, o etanol também) vão subir.

Para as eleições deste ano, o eleitores precisam analisar bem os candidatos e qual será a política de preço para os produtos de primeira necessidade. Se continuar como está, o valor dos combustíveis vai arrebentar com o brasileiro. Isso sem contar com a cadeia produtiva, e uma que faz parte dela a compra de um carro: por que adquirir um veículo se não há dinheiro para colocar combustível? É de se pensar.

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Categorias
Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
aline.port[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News